Portal 6

Em pleno período de epidemia de dengue em Goiânia, Saneago deixa poças d’água se acumular em lajes

Foto: Rafaela Soares

Diz o ditado que o “exemplo tem de vir do cima”. Nem sempre é assim. Na tarde desta quinta-feira (17) a reportagem do Portal 6 recebeu reclamação de moradores e comerciantes próximos ao reservatório do Setor Universitário, em Goiânia.

Eles temem que a água da chuva acumulada em cima da laje dos tanques do reservatório estejam servindo como criadouro do mosquito da dengue. “Quase todo dia chove e essa água fica aí empoçada. É um perigo!”, disse uma funcionária do Sesc que mora na região e pediu para não ser identificada.

Renata Rodrigues, de 21 anos, é estudante da UFG e também mora perto da Saneago. Segundo ela, a Saneago não evacua a água empoçada da chuva. “Passo aqui quase todos os dias e nunca vi eles [Saneago] limpando nada. Tem chovido todo dia à noite e de dia o sol esquenta a àgua empoçada. Com certeza tem lava do aedes aegypti aí”, alertou.

Saneago

Em reposta a reportagem do Portal 6 a Saneago disse que limpa periodicamente todas “as lajes e caixas d´agua de todas as unidades de reservação da empresa” e que “nos períodos de chuva, a companhia intensifica essa manutenção para não deixar acumular água parada”. No reservatório em questão, a Saneago disse que hoje mesmo foi feita limpeza e que no final de semana esse serviço será repetido logo após ocorrência de chuva.

Quer comentar?

Comentários

Comente

Nosso Facebook





Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.