Portal 6

Professores da rede estadual decidem entrar em greve a partir de quarta-feira (13)

O que já era esperado pelo Palácio Pedro Ludovico realmente vai se cumprir. Os professores da rede estadual entrarão em greve.

O anúncio foi feito na tarde desta sexta-feira (08) em frente ao poder executivo local pela presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintego), Bia de Lima. Até quarta-feira (13) haverá aula normal nas escolas.

O Sintego tem tentado entrar em acordo com o Governo desde janeiro para receber o piso salarial nacional de R$ 1.917,78, instituído pelo Ministério da Educação no início do ano. Porém, mesmo com seis audiências com a Secretaria da Educação, da Fazenda e com o próprio governador Marconi Perillo, as negociações não avançaram porque o Estado diz que só poderá se comprometer com o piso a partir de agosto.

Agravamento

O desgaste da categoria com o Governo aumentou após Marconi Perillo anunciar que o pagamento de todo o funcionalismo será pago em duas parcelas. A reação dos professores foi imediata e as escolas funcionaram em regime de “Operação Tartaruga”, com aulas até o recreio, enquanto as duas parcelas da folha de pagamento não foi concluída.

Reivindicações

O Sintego não quer somente o pagamento integral do salários e o cumprimento do piso pelo Governo. A categoria também reinvindica data-base integral dos servidores administrativos, melhor salário para os temporários, concurso público imediato para a Educação e desistência da intenção da Secretaria da Edicação de entregar a gestão das escolas para OS’s.

Foto: Divulgação Sintego

Quer comentar?

Comentários

Comente

Nosso Facebook





Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.