Portal 6

Dona Nerica

Hoje quero aproveitar esse espaço e dedicar este texto para uma pessoa que foi e ainda é incrível na minha vida, que você que esteja lendo sinta que as palavras que serão descritas também sirva para alguém que também é especial na sua vida.

Hoje quero falar sobre minha avó, que foi e é uma pessoa maravilhosa. Com certeza para algumas pessoas será clichê, mas minha vó era a melhor avó do mundo – queira você acreditar ou não. Você sabe quando pensa em alguma pessoa e só tem coisas boas para falar sobre ela?

Então! Essa era minha avó.

Queria que todos tivessem conhecido ela. Vocês iriam se surpreender! A humildade dela iria te cativar. Vocês também iriam querer ser neto dela, não tenho dúvida.

Se uma coisa que eu tenho orgulho é de dizer: sou neto da dona Nerica, aquela mulher fantástica! Uma pessoa que fazia o bem sem olhar a quem. Uma pessoa que tinha uma fé incrível, um carisma encantador.

Ah, e mais uma coisa: ela fazia o melhor cafuné do mundo. Quando deitava em seu colo parecia que estava no paraíso.

Ah, vó … como é bom falar sobre você! Parece que você ainda está aqui do meu lado.

Quero lembrar de você da forma que, com certeza, queria que lembrasse das coisas boas e maravilhosas que fez. Quero lembrar de você sorrindo. Quero lembrar do seu último aniversário. Quero me lembrar do seu último abraço. Do último cafuné. Do último até logo…

Quero pensar que você ainda está em Silvânia, que logo logo irei te fazer uma visita e que quando eu chegar você vai fazer um bolinho de chuva para mim. Perguntar como está minha mãe…

Vou lembrar de você assim, apesar de ser difícil de aceitar que nunca mais irei te ver. Mas só em forma de matéria, porque tenho certeza que de uma forma ou outra você ainda está aqui entre nós; seja nos teus ensinamentos, seja na forma como ensinou seus filhos/ netos/bisnetos/tataraneto, seja na imensa fé que tinha, no seu carisma, na sua humildade, nas dezenas de adjetivos que tinham.

Se de uma coisa que eu tenho certeza é que sua existência foi uma forma de mostrar ao mundo que é possível ser feliz mesmo com tanta simplicidade. Que é possível se importar com o próximo e esquecer um pouco do seu próprio umbigo.

Esses conceitos que um grande homem deixou há aproximadamente uns 2000 mil anos, você aprendeu de verdade e fazia com uma dedicação incrível! Tenho certeza de que todos que carregam seu DNA têm um imenso orgulho de você! Quero terminar este texto com apenas um agradecimento: obrigado pelo simples fato de ter existido, resumindo obrigado por tudo!

Flávio Olimpio é graduando em Química Industrial pela UEG. Gosta de refletir sobre tudo, principalmente sobre a vida. Escreve aos domingos.

Quer comentar?

Comentários

Comente

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.