Portal 6

Escondo um monstro. Você também!

Eye

Talvez alguém um dia me entenda – ou quem sabe não. Me entender requer muita imaginação ou será que sou o espelho de milhares de pessoas que aí estão no mundo vivendo, ou dizendo que vive?

Me entender requer conhecer o âmago do meu ser, os meus devaneios, pensamentos mais profundos, minhas loucuras internas, o monstro que escondo e ninguém vê.

Talvez quando disse acima “monstro que vive em mim” você certamente deve ter pensado algo contrário a mim, mas se você parar um pouco para pensar todos nós somos assim, queira você aceitar isso ou não. Talvez você consiga lutar com uma intensidade maior com o monstro que vive em você e não o demonstra-lo, porém, todos possuem algo obscuro. Aaqui vá uma frase que você possa entender melhor o que estou querendo dizer:

“Aquilo que eu quero fazer eu não faço, aquilo que faço não é o que quero fazer”.

Quantas vezes essa frase deparou com seu cotidiano? Somos monstros, nossos corações são enganosos, somos capazes das maiores crueldades. Somos sujos, somos um aglomerado de átomos, um grande vazio. Basta ligar o telejornal para aceitar isso que estou escrevendo.

Não fique triste com o que disse.

É possível através da ética, do respeito, dos bons costumes, da sua ideologia lutar contra tudo isso que citei. Contudo, é uma luta contínua. Todos os dias se deve derrotar aquilo que quer se aflorar. Se você bobear ele floresce.

Esse monstro é como um mosquito da dengue. Você não pode deixar brecha, senão ele nasce e pode te picar – e até te levar ao coma. Por isso, o Ministério da Saúde adverte: combata os monstros que vive em você. ?Isso lhe fará melhor!

Flávio Olimpio é graduando em Química Industrial pela UEG. Gosta de refletir sobre tudo, principalmente sobre a vida. Escreve aos domingos.

Quer comentar?

Comentários

Comente

Nosso Facebook





Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.