Portal 6

Vereador pede que João Gomes mude o nome do ‘Centro de Adoração e Louvor’ no Capuava

O vereador Wederson Lopes (PSC) divulgou no Facebook que se encontrou o com o prefeito João Gomes (PT) na terça-feira (1)  para sugerir ao mandatário que mude o nome do obra que a prefeitura, por meio de aviso de processo licitatório, anunciou como “Centro de Adoração e Louvor” a ser construído no Morro da Capuava.

Segundo o parlamentar,  o prefeito João Gomes lhe disse que “houve um erro na publicação” do projeto e que o mesmo “será corrigido e republicado ainda neste mês”.

Em entrevista ao Portal 6, Wederson Lopes disse que apoia a obra no Morro da Capuava, mas que o projeto que apresentou na Câmara Municipal visa apenas tombar o local como patrimônio histórico. O vereador também recomendou que quem estiver se sentindo inseguro quanto ao tema deve pedir explicações à Secretaria do Meio Ambiente ou acionar o Ministério Público.

Portal 6 – O senhor é o relator do projeto que pretende tombar o Morro da Capuava como patrimônio histórico. Partiu desse projeto a intenção de se fazer as alterações no lugar? 

Wederson Lopes – A intenção do projeto é a preservação do local, pois o mesmo encontra-se desprotegido. As obras que serão feitas é uma reivindicação de muitos anos das pessoas que frequentam o local, inclusive eu. Algumas melhorias já foram feitas como a iluminação,  por exemplo, mas nada que trouxesse um mínimo de segurança e conforto ao frequentadores.

Portal 6 – A construção de um espaço seria uma das medidas que dariam conforto aos frequentadores?

Wederson Lopes – O meu projeto só trata do tombamento, mas já apresentei vários requerimentos pedindo banheiro, estacionamento e espaço coberto para abrigar as pessoas em períodos chuvosos – e isso será contemplado nas obras.  [ Além disso] será feito um mirante para contemplação e alguns abrigos menores, tipo quiosques para pequenos grupos de cinco, dez pessoas.

Portal 6 – Há ambientalistas na cidade que afirmam que o Morro da Capuava é uma Área de Preservação Permanente, como especifica o Código Florestal. Como mediar essa questão?

Wederson Lopes – Tudo será feito em harmonia com a natureza, sem descaracterizar o local. Mas quem está inseguro quanto ao aspecto ambiental deve procurar à Secretaria do Meio Ambiente e pedir informações sobre o projeto ou acionar o Ministério Público, se for o caso. Eu não vejo motivos para preocupação. A ideia é justamente proteger o local e dar segurança aos frequentadores. Acabei de chegar de lá [ do Morro da Capuava] e estava lotado de pessoas e carros, porém sem segurança, nem proteção.

Portal 6 – Após a repercussão do anúncio do processo licitatório da obra, que a prefeitura nomeou como “Centro de Adoração e Louvor”, o senhor disse nas redes sociais que o prefeito foi “infeliz” com o termo. O senhor mantém essa qualificação? O quê, na sua visão, faltou à Secretaria do Meio Ambiente e à Prefeitura para que o anúncio dessa obra não gerasse tanta animosidade?

Wederson Lopes – Conversei com o prefeito e ele me disse que houve um erro nessa publicação e que outra será publicada ainda este mês. O projeto passou por algumas alterações após a desapropriação de algumas construções e a publicação não contemplava essa mudança, além da questão do nome…. Tudo isso será corrigido.

23h56 – O vereador comentou a publicação da entrevista na fanpage do Portal 6 no Facebook. Disse que apoia a obra  no Morro da Capuava como especificou em suas falas nesta entrevista, não o nome. O Portal 6 mantém a chamada da publicação. 

Quer comentar?

Comentários

Comente

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.