Portal 6

Descubra por que sonhamos

Você sonha muito? Ou sonha pouco, mas já parou para prestar atenção nas coisas bizarras, estranhas, interessantes e bonitas que vemos quando estamos de olhos fechados? Sabia que o significado dos sonhos são objeto de estudo da Psicologia, da Psicanálise e da Neurologia? Você já parou para se perguntar em como a gente tem sonhos? Por que a gente sonha?

Quem pergunta são o João Gabriel e a Inara, de Caeté, e o Matheus, que enviou a pergunta pelo site. Quem responde é a Fabiana Cassiano, aluna de Medicina da UFMG, e a professora Leonor Bezerra Guerra, do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG:

“Quando a gente dorme, sonha com várias coisas, que nem sempre têm muito sentido, não é mesmo? E por que isso acontece? Para entender isto, é preciso saber o que acontece com o nosso corpo enquanto a gente dorme.

O nosso sono se modifica ao longo da noite: os quatro primeiros estágios são chamados de sono de ondas lentas. Nessa fase inicial, a atividade das células nervosas, os neurônios, diminui gradativamente. A freqüência cardíaca e a respiração, assim como a pressão arterial e a temperatura, também ficam mais baixas.

Mas é no próximo estágio que os sonhos acontecem. Neste estágio, apesar de estarmos profundamente relaxados, a atividade dos neurônios é intensa, semelhante àquela que temos quando estamos acordados. Os nossos olhos movem-se rapidamente debaixo das pálpebras. Os batimentos cardíacos, a respiração, a pressão arterial e a temperatura ficam irregulares. Nesse momento, nossos neurônios funcionam livremente, sem a regulação imposta pelos estímulos do ambiente, sem precisar responder a tudo o que acontece à nossa volta.

É esse funcionamento livre dos neurônios que gera os sonhos. Os sonhos misturam ou relacionam experiências diferentes que tivemos, em tempos, locais e com pessoas diferentes. O pensamento, no sonho, é livre.”

EBC

Quer comentar?

Comentários

Comente

Nosso Facebook





Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.