Portal 6

Estudantes já têm data para trocar cartão SAIT da TCA por Passe Estudantil da Urban

Restam menos de um mês para a entrada da nova empresa que irá explorar o transporte público em Anápolis pelos próximos 15 anos. A partir do dia 22 de novembro, um domingo, a Urban terá a missão de entregar um serviço que atenda às expectativas de cerca de 200 mil usuários que utilizam diariamente o ônibus como meio de locomoção principal na cidade. A passagem, como já garantiu a Prefeitura de Anápolis, será mantida no valor de R$ 2,50.

Sabendo da importância desse momento para a população anapolina, nossa reportagem procurou a Companhia Municipal de Trânsito e Transportes (CMTT), autarquia municipal responsável por regular e planejar  toda e qualquer mobilidade urbana na cidade, para responder as principais indagações apresentadas pelos usuários nos últimos meses.

Em uma entrevista feita por email, a diretora de Transportes da CMTT, Fernanda Mendonça, afirmou que inicialmente não haverão mudanças no serviço para “não trazer dificuldades ao usuário na compreensão da utilização do sistema de transporte”, mas que as elas ocorrerão tendo em vista que “estão previstas no contrato” e  “seguem uma agenda que já estava disponível na licitação”.

Na entrevista a seguir, concedida por e-mail ao Portal 6,  Fernanda assegura que trabalhadores, estudantes e idosos (usuários que mais usam o transporte público), não serão prejudicados e alertou sobre a validade dos créditos disponíveis no atual cartão ‘SAIT’, usado pela TCA.  A Urban, conforme informou a gestora, terá um serviço de bilhetagem eletrônica próprio, e por isso qualquer saldo que permanecer no cartão SAIT, terá de ser acertado junto à TCA.

Portal 6 – Os usuários que utilizam o cartão SAIT terão de fazer outro novo antes da Urban começar a circular? 

Fernanda – Sim. O sistema de bilhetagem eletrônica será feito por outra empresa, portanto será necessário novo cadastro e aquisição de um novo cartão.

Portal 6 – Os créditos serão transferidos? Existem prazos?

Fernanda – Os créditos disponíveis hoje no cartão terão validade até o dia 21 de novembro de 2015. Os créditos adquiridos por empresa e que não forem utilizados serão objeto de acerto entre a atual operadora [TCA] e a empresa que adquiriu os passes. Não será possível a transferência de crédito,  já que a bilhetagem eletrônica [da Urban] utilizará outro sistema.

Portal 6-  Como as empresas poderão adquirir o vale transporte da Urban?

Fernanda – A Urban disponibilizará um site para o cadastro de empresas e colaboradores para compra de créditos de vale transporte empresarial, que estará disponível a partir da terceira semana de novembro. As vendas de vale transporte [para usuário comum], a partir do início da operação.

Portal 6 – E os estudantes?  

Estudantes precisarão apresentar cartão SAIT para adquirir passe da Urban. (Foto: Denilson Boaventura)
Estudantes precisarão apresentar cartão SAIT para adquirir passe da Urban. (Foto: Denilson Boaventura)

Fernanda – Os estudantes poderão adquirir os passes estudantis no terminal urbano, a partir do dia 04 de novembro, mediante a apresentação do cartão do estudante.

Portal 6 – Os idosos e deficientes continuarão com passe-livre?

Fernanda – Os idosos e portadores de deficiência poderão utilizar os serviços gratuitamente a partir da apresentação de documentos pessoais ou cartão de gratuidade, até que seja atualizado o recadastramento.

Portal 6 – No primeiro mês de operação da Urban, quais serão as mudanças em relação ao serviço prestados atualmente  pela TCA?

Fernanda – A princípio não haverá nenhuma mudança para não trazer dificuldades ao usuário na compreensão da utilização do sistema de transporte [por parte do usuário]. As mudanças, que estão previstas no contrato, seguem uma agenda que já estava disponível na licitação.  As mudanças necessárias serão comunicadas com muita antecedência. A transição é um processo complexo, porém está sendo realizada com muita atenção e cuidado por parte da CMTT e da Urban.

Portal 6 – A TCA tem colaborado com a transição? Está havendo alguma dificuldade por parte de alguma das empresas nesse processo?

Fernanda – Não existem dificuldades e nem indisposição na transição. Este processo é advindo de uma licitação que foi realizada com total transparência e continua seguindo os trâmites legais.

Portal 6 – A nova empresa poderá explorar a publicidade em seus ônibus e no terminal urbano, como faz a TCA?

Fernanda – A Urban terá a prerrogativa de fazer usos dos mesmos espaços e serviços que a operadora atual utiliza.

Portal 6 – As novas linhas de ônibus formatadas pela CMTT serão implementadas imediatamente ou haverá um cronograma? 

Fernanda –  Novas linhas são implantadas quando há necessidade, para tanto é um processo natural. A previsão de novos serviços seguirão um cronograma que já estava disponível na licitação. No tempo adequado o cronograma detalhado será disponibilizado, já que o cronograma existente não aponta os detalhes operacionais que ainda estão sendo cuidadosamente estudados e analisados.

Portal 6 -Nos últimos meses a TCA tem se envolvido em muitos acidentes, chegando até mesmo a atropelar passageiros e o usuário se sente impotente diante de tanto descaso. Como a CMTT pode atuar para evitar problemas semelhantes com a nova empresa? 

Fernanda – Acidentes no transporte coletivo acontecem, porém são esporádicos. A CMTT tem conhecimento das ocorrências e trata todos os acidentes da mesma maneira, porém a apuração da fatos não é competência da CMTT. Todos os motoristas que operam no sistema de transporte são obrigados a passar por treinamento que visam a qualificação do profissional do condutor. O treinamento associa teoria e prática visando a adoção de uma postura mais atenta e segura tanto para o motorista quanto para o usuário de transporte.

Quer comentar?

Comentários

Comente

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.