Portal 6

Variação no preço de rosas chegará a 380% no dia de finados, afirma Procon

Com a proximidade do Dia de Finados, 2 de novembro, a procura por flores e coroas aumenta. Por isso, o Procon Goiás pesquisou o preço de 20 itens e encontrou variação de até 380%, como no caso de rosas. A dúzia de rosas foi encontrada ao menor preço a R$ 20 e o maior preço foi a R$ 96.

Outra flor com grande variação de preço foi a unidade de margarida, encontrada com o menor preço a R$ 1 e o maior a R$ 4, resultando em uma variação de 300%. O produto com menor variação de preço foi o buquê de rosas. Os preços oscilaram entre R$ 80 e R$ 95, o que significa uma variação de 18,75%.

A coroa, tamanho grande, teve variação de 200%. O Procon orienta que mesmo se tratando de tamanho igual, há diferenças entre cada produto, sendo interessante avaliar o preço e o modelo de cada uma. Com relação ao preço, foi identificada uma variação entre R$ 150 e R$ 450.

No caso das variações de preços, o Procon esclarece que os valores divulgados demonstram a realidade praticada no momento da coleta de preços, com base nas informações prestadas pelo responsável de cada estabelecimento. Lembrando que podem sofrer alterações com a proximidade do Dia de Finados. A pesquisa de preço foi realizada do dia 19 a 28 deste mês.

Aumento médio nos últimos doze meses

Enquanto a inflação oficial medida pelo IPCA nos últimos 12 meses ficou em 9,49%, as flores, de acordo com o levantamento de preços realizado pelo órgão e comparado com o preço médio do levantamento realizado em 2014, tiveram um aumento médio de 8,80%, valor abaixo da inflação. Enquanto o aumento médio das coroas chegou a 15,92%.

No entanto, considerando o aumento médio individual, houve produtos como a rosa vendido por unidade, que registram um aumento médio de 39,07%, passando de R$ 3,13, preço médio em 2014 para R$ 4,35 atualmente.

Outro tipo de flor bastante procurada nesta época do ano é o vaso de crisântemos. Neste produto, o preço médio da unidade registrou um aumento do ano passado para esse ano de 28,61%, saltando de R$ 13,63 para R$ 17,53.

Um dos produtos com redução no preço médio foi a unidade do vaso de azaléia, que passou de R$ 23 em 2014 para R$ 20, em média, em 2015. Isso significa uma redução de 13,04%.

Considerando apenas o tamanho comercializado em cada floricultura, a coroa tamanho grande, que em média era vendido a R$ 210 no ano passado, esse ano teve um aumento médio de 25,85%, passando para R$ 264,29.

Plano de Assistência Funerária

Com relação às ofertas de planos de assistência funerária, comum nestas ocasiões, o Procon sugere que o consumidor evite qualquer tipo de contratação nesse momento. Se há interesse nesse tipo de serviço, leve os panfletos informativos, ou outros documentos para casa e analise cuidadosamente. O ideal é assinar um contrato somente após ler cuidadosamente todos os tópicos, dando atenção especial às cláusulas que possam estabelecer multas, com perda de parte do valor pago, em caso de desistência.

O órgão informa ainda que os atendentes do Procon estão aptos a esclarecer qualquer dúvida com relação à proposta do contrato. O órgão ainda sugere aos consumidores uma consulta junto ao Cadastro de Reclamações Fundamentadas, se a empresa que se pretende contratar o serviço possui reclamações registradas junto ao órgão e qual a sua postura em relação à resolução da demanda do consumidor.

Com informações do Goiás Agora

 

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook





Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.