Portal 6

Paralisada há mais de um ano, obra do Centro de Convenções de Anápolis será retomada em fevereiro

Centro de Convenções de Anápolis em construção. (Foto: Reprodução)

O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico (SED), José Eliton, confirma que, em fevereiro, o Governo de Goiás retomará as obras do Centro de Convenções de Anápolis e outras obras importantes em fase de conclusão na cidade, que é o maior centro industrial e logístico do Centro-Oeste brasileiro.Segundo o titular da SED,  esse é um compromisso assumido,cidade, pelo governador Marconi Perillo, que em todas as suas gestões, nunca mediu esforços em prol do desenvolvimento de Anápolis. Os recursos para a finalização da construção do Centro de Convenções são do Programa de Desenvolvimento Industrial de Goiás (Produzir) e já estão assegurados. Cerca de 85% da obra estão executados.

José Eliton destaca a relevância de Anápolis para a economia do Estado e a importância como cidade industrial e centro logístico da região, favorecendo a conexão de Goiás com outras regiões do País. Segundo ele, o Centro de Convenções, que terá mais de 32 mil metros quadrados de área construída e custará, ao final, aproximadamente R$ 120 milhões, será um marco para a vida cultural da cidade e também para o setor empresarial que poderá finalmente realizar grandes eventos de negócios. “Em breve estaremos na cidade para anunciar a retomada de outras obras importantes e novos benefícios para a população”, garante.

De acordo com o superintendente do Produzir/Fomentar, Fernando Cunha, que vinha pleiteando junto ao governo a retomada das obras em Anápolis, o Centro de Convenções representa um passo importante no fomento aos negócios para o setor industrial anapolino que não dispõe de espaço adequado para grandes feiras e outros eventos e, também, para a população, que passa a contar com um complexo apropriado a grandes espetáculos e outras atividades voltadas à cultura e ao entretenimento. “A comunidade não faz ideia do quanto o Centro de Convenções irá fomentar a economia local, atraindo novos empreendimentos, como hotéis e restaurantes, entre outros”, diz Cunha.

Eventos
Segundo o superintendente do Produzir, pela localização da cidade, a 55 quilômetros de Goiânia e a 154 quilômetros de Brasília, o Centro de Convenções de Anápolis também poderá abrigar eventos regionais, nacionais e até internacionais. “É um anseio de todos que acompanham a consolidação da nossa cidade como o mais importante polo econômico da região e com potencial de expansão”, salienta. Fernando Cunha lembra, ainda, que a retomada e a conclusão da obra pela SED vão fortalecer ainda mais a confiança que o setor produtivo de Anápolis e a população como um todo tem no Governo do Estado que tem promovido o desenvolvimento em todo o território, de forma descentralizada e respeitando as vocações locais.

O Centro de Convenções de Anápolis está na confluência da BR-060 com a Avenida Brasil, quase em frente ao trevo do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia). O espaço contará com salas multiuso, dois auditórios para 2,3 mil e 700 lugares, áreas para administração, manutenção e primeiros socorros, salas de exposições e pavilhão de teatros. Abrigará um restaurante, salas de apoio, cozinhas, estacionamento, camarotes, camarins, teatro de arena e outras dependências.

Construído pela Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop), o Centro já está em fase de acabamento. Na última vistoria feita ao local, os operários concentravam esforços, à época, no revestimento dos dois auditórios, nas instalações elétricas, hidrossanitárias, de combate à incêndio e de adaptação do sistema de ar condicionado central. Outra frente de trabalho se dedicava ao serviço de paisagismo e pavimentação asfáltica do acesso principal.

Outras obras
Fernando Cunha afirma, ainda, que além do Centro de Convenções, o Governo de Goiás irá retomar, também, as obras do Aeroporto de Cargas de Anápolis, um empreendimento que é estratégico para a consolidação da Plataforma Logística Multimodal de Goiás. “A pista de pouso já está pronta, mas está sendo preparado o edital para a construção dos hangares, do terminal de passageiros e da área para o taxeamento de aeronaves”, declara o superintendente do Produzir/Fomentar. Essa obra é feita com recursos federais e contrapartida do governo estadual.

Outra obra importante para Anápolis que deverá ser retomada neste início de ano é a de construção do presídio. Esta é uma obra que integra um conjunto de empreendimentos com recursos federais com contrapartida do Governo do Estado na Região do Entorno do Distrito Federal, entre outros a construção do presídio em Águas Lindas de Goiás. O prédio que abrigará o presídio de Anápolis já está com 80% das obras executadas. “São obras importantes para o nosso município e que contam com a sensibilidade e a atenção do Governo de Goiás e do governador Marconi Perillo”, assegura Fernando Cunha.

Em dezembro, o governador Marconi Perillo também confirmou que, em 2016, o governo investirá pelo menos R$ 100 milhões na expansão e melhoria do sistema de abastecimento de água tratada em Anápolis.

Do Goiás Agora

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook





Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.