Portal 6

Vistoria indica ausência de eletrônicos em escola desocupada, no Jardim Progresso

Três eletrônicos sumiram do Colégio Estadual Herta Layser Odwyer, do Jardim Progresso, em Anápolis. A constatação foi feita por uma vistoria da Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), após a saída de manifestantes que ocupavam a unidade desde o dia 23 de dezembro.

Os itens em falta apontados pelo relatório preliminar são: um notebook, uma máquina fotográfica e uma caixa grande de som. O documento não estima o valor do prejuízo.

A reportagem do Portal 6 não conseguiu localizar os manifestantes que ocupavam o colégio.

Desocupação

De acordo com a Seduce, a desocupação do ‘Herta Layser’ ocorreu de maneira pacífica depois uma negociação com a direção do colégio. As atividades na unidade devem ser retomadas na próxima segunda-feira (15).

O Colégio Estadual Jad Salomão, bairro São Jorge, foi a primeira unidade deixada pelos manifestantes contrários às Organizações Sociais (OS’s) na Educação,  seguido pelos colégios ‘José Ludovico de Almeida, Vila Brasil, Carlos de Pina, Boa Vista, e ‘Padre Fernando Gomes de Melo, Vila Formosa.

Quatro colégios ainda permanecem ocupados em Anápolis, mas todas têm a determinação legal de reintegração de posse expedida pelo juiz substituto da Vara da Fazenda Pública Estadual de Anápolis, Carlos Eduardo Rodrigues de Souza. São eles:  ‘Américo Borges de Carvalho’, Jardim Goiano, ocupado desde 16 de dezembro; ‘Polivalente Frei João Batista’, Maracanã, ocupado desde 14 de dezembro; ‘Antensina Santana’, Centro, ocupado desde 7 de janeiro e ‘Mauá Cavalcante Sávio’, Residencial Pedro Ludovico, ocupado desde 1° de fevereiro.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook





Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.