Portal 6

Vacina contra vírus H1N1 já está disponível na rede pública de Anápolis

????????????????????????????????????

A Campanha de Vacinação contra a Influenza (gripe), que previne contra três tipos de vírus H1N1, H3N2 e influenza tipo B, chega mais cedo do que esperado à Anápolis. A partir desta quarta-feira (13) as vacinas já estarão disponíveis nas unidades de saúde da família em várias regiões da cidade. O dia “D” será realizado no sábado (30) em vários pontos estratégicos do município.

A campanha foi antecipada em todo Estado de Goiás, devido a alguns casos já confirmados de H1N1. Mas, a vacina estará disponível apenas para os grupos prioritários: idosos, crianças – maiores de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores da saúde, gestantes e mulheres com até 45 dias pós-parto, portadores de doenças crônicas, indígenas e presidiários.

Para a população acamada, o serviço é disponibilizado nas residências. A solicitação deve ser feita na unidade de Saúde da Família da região de abrangência ou pelo telefone 3902 – 2493 para os bairros sem cobertura deste programa.

A vacina é segura e uma das medidas mais eficazes de prevenção a complicações e casos graves de gripe. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir até 45% o número de hospitalizações por pneumonias e até 75% a mortalidade por complicações da influenza.

Influenza

A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório, além de ser transmissível, tem tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém contaminadas por secreções respiratórias podem levar o agente infeccioso direto à boca, aos olhos e ao nariz.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe vem, ao longo dos anos, contribuindo na prevenção da gripe e seus complicadores. O objetivo é reduzir internações hospitalares, óbitos e gastos com remédios para tratamento de infecções secundárias.

Quer comentar?

Comentários