Vereador quer que Caixa Econômica reveja maneira de conduzir sorteios para casas populares

O vereador Sargento Alberto (PTN) trouxe para sessão ordinária desta terça-feira (19) mais questionamentos acerca do programa Minha Casa, Minha Vida.

O assunto já havia sido abordado na sessão de ontem, pelo vereador Wederson Lopes (PSC).

De acordo com o vereador, os sorteios para a distribuição destas casas aconteciam de maneira errônea. “Desde o começo do meu mandato, eu pedia para rever a maneira como era conduzida a repartição. Soube de casos em que pessoas que já possuíam residência ou vinham de outra cidade, eram sorteadas antes de outras, que não tinham moradias. Algo estava errado. A Caixa Econômica precisava acionar a justiça para recuperar, mas gostaria de saber como as pessoas que foram prejudicadas pelo sorteio vão conseguir reverter a situação”, disse.

Alberto contou que foi abordado por uma cidadã para cobrar esclarecimentos. “A senhora disse que não possui casa própria, e que uma amiga sua, que veio do Maranhão, foi beneficiada antes que ela. Ela queria saber o motivo de não ser contemplada, e uma pessoa de fora da cidade conseguir o benefício”, indagou.

Por fim, o vereador pediu esclarecimentos para a Caixa Econômica Federal. “Peço que a Caixa reveja a situação. Gostaria que a assistência social verificasse as famílias que não foram contempladas, para que não precisasse participar de uma nova seleção”, solicitou.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook