Tailândia consegue impedir transmissão do HIV de mãe para filho

Comissão Especial da Organização Mundial da Saúde (OMS) informou, em relatório divulgado hoje (8), que médicos na Tailândia conseguiram impedir que o HIV e a sífilis sejam transmitidos de mãe para filho.

O país tornou-se o primeiro da Ásia a atingir esse resultado, diz o documento da comissão.

Em levantamento feito entre dezembro de 2014 e abril de 2016, o órgão da ONU constatou que na Tailândia a contaminação do feto com o HIV e a sífilis representa 1,91% do número total de contaminações.

Segundo os padrões da OMS, o país é considerado livre da proliferação das infecções por transmissão da mãe ao bebê durante a gravidez quando o índice é inferior a 2%.

Em 2003, segundo o relatório, o nível de transmissão desse tipo de doença por transmissão materna no país era de 10,3%.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook