Portal 6

Casos de dengue caem 17% em Goiás

O número de casos de dengue em Goiás na 25ª semana epidemiológica do ano é 17,36% menor que o registrado no mesmo período do ano passado. A informação consta no Boletim da Dengue, divulgado pela Coordenação Estadual de Controle de dengue, chikungunya e zika. Do dia 3 de janeiro até 25 de junho, foram confirmados em Goiás 46.355 casos de dengue, contra 95.700 casos no mesmo período de 2015, e foram notificados 135.499 casos, contra 189.421 do ano passado.

A Coordenação confirma que a tendência é de queda e avalia que o auge da doença já passou. Isso não significa, porém, que os cuidados de prevenção possam ser deixados de lado. Pelo contrário, durante o período seco a mobilização do Goiás Contra o Aedes deve ser continuada, com a eliminação de possíveis focos e criadouros do mosquito.

Até o momento, foram confirmadas cinco mortes provocadas pela dengue. Elas aconteceram em Goiânia (duas), Anápolis (duas) e Aparecida de Goiânia (uma). Outras 93 estão sendo investigadas, suspeitas de terem sido provocadas por complicações da dengue. As cidades com maior número de mortes suspeitas são Goiânia (19), Anápolis (10), Aparecida de Goiânia (7), Águas Lindas e Jataí, com cinco casos suspeitos cada.

Em casos parciais, as cidades com maior número de casos são: Goiânia (55.115), Anápolis (14.198), Aparecida de Goiânia (10.171), Rio Verde (6.933) e Luziânia (5.677). Apenas três cidades apresentam alto risco de dengue, devido ao grande número de focos do mosquito Aedes aegypti: Aparecida do Rio Doce, Cocalzinho e Goianira. A maioria dos municípios – 244 – é de baixo risco, com menos de 1% de focos. Todos aderiram ao projeto Goiás Contra o Aedes, que vistoria imóveis e realiza ações diversas de limpeza urbana e manejo ambiental, com o objetivo de eliminar criadouros.

Quer comentar?

Comentários