Em dois dias, “vaquinha virtual” para Dilma viajar de avião alcança R$ 500 mil

A “vaquinha”para custear as despesas com viagens pelo Brasil da presidente afastada, Dilma Rousseff (PT),  chegou a meta proposta de arrecadar R$ 500 mil em apenas dois dias de campanha.

O valor arrecadado, no entanto, só poderá ser sacado assim que os organizadoras da proposta, encerrarem a campanha. Como não tinha prazo definido para acabar, a campanha poderá seguir mesmo depois da meta de R$ 500 mil alcançada.

Segundo as informações disponíveis, as organizadoras do movimento são duas mulheres que dizem ter militado junto com Dilma contra a ditadura militar (1964-85).  Segundo o Catarse, plataforma escolhida para a arrecadação, a campanha “Jornada pela Democracia – Todos por Dilma” já bateu dois recordes de engajamento: é o projeto com mais doações recebidas em 24 horas; e o com o maior número de apoiadores.

A campanha pode bater o recorde em termos de arrecadação pela plataforma. O maior valor arrecadado pertence à campanha “Mola”, que recebeu R$ 603,064 mil de seus 1.526 apoiadores. “Mola” foi um projeto na área de arquitetura que criou um modelo interativo que simula o comportamento de estruturas reais.

Entenda o Caso

A campanha “Jornada pela Democracia” foi lançada depois que Michel Temer (PMDB) impôs uma restrição às viagens de Dilma pelo Brasil. O presidente decidiu que Dilma só poderia viajar com aeronaves da FAB (Força Aérea Brasileira) no trajeto entre Brasília e Porto Alegre, onde ela tem residência. A Justiça do Rio Grande do Sul depois autorizou as viagens de Dilma em aeronaves da FAB, desde que ela ressarcisse as despesas aos cofres públicos.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook

Rápidas

Danilo Boaventura

Danilo Boaventura

É a seção que publica informações exclusivas, de bastidores sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás

Dinheiro Nosso

Rodolfo Torres

Rodolfo Torres

É a seção que publica informações exclusivas, de economia sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás