Decisão do STF veio tarde demais e licitação do transporte coletivo está encerrada, afirma Procuradoria de Anápolis

logo bastidores

 

Publicada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no dia 1º de julho, a decisão do ministro Ricardo Lewandowski, que suspendeu a liminar da licitação da concessão do serviço de transporte público chegou à Anápolis, sem efeito prático.

Esse é o entendimento que o procurador geral do Município, Edmar Silva, fez à coluna no final da tarde desta quinta-feira (14), após o texto da decisão do presidente do STF ser divulgada nas redes sociais.

“A gente sabia [da decisão] desde o início do mês e já foi manifestado ao STF que a licitação terminou”, informou. Ainda segundo Edmar, a determinação de  Lewandowski  “perdeu o objeto” e “Não há o que se falar em voltar atrás porque a licitação está encerrada. A TCA não volta”, garantiu.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook

Rápidas

Danilo Boaventura

Danilo Boaventura

É a seção que publica informações exclusivas, de bastidores sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás

Dinheiro Nosso

Rodolfo Torres

Rodolfo Torres

É a seção que publica informações exclusivas, de economia sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás

Deniza Zucchetti

Deniza Zucchetti

É professora por vocação, quase RI, escritora por amor nas horas vagas e mãe em período integral

Bruno Rodrigues Ferreira

Bruno Rodrigues Ferreira

É jornalista, psicólogo e especialista em Tecnologia e Educação e Gestão em Saúde