Portal 6

Defesa não vai recorrer da sentença que Roberto Brasil recebeu por matar Gerlândia

(Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

Conforme revelou o Portal G1, a defesa de Roberto Brasil Costa Júnior não vai recorrer da sentença que ele recebeu na última quinta-feira (04) pelo assassinato da ex-namorada Gerlândia Maria das Silva, de 29 anos.

A pena de Roberto foi estipulada em 17 anos e oito meses de prisão, em regime fechado, pelos crimes de feminicídio, uso de meio cruel, motivo fútil e por impossibilitar a defesa da vítima.

Realizado na 4ª Vara Criminal de Justiça em Anápolis, o julgamento durou cerca de 9h, tendo quatro mulheres e três homens na composição do juri.

(Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)
(Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

O crime

Gerlândia tinha 29 anos e foi brutalmente assassinada por Roberto, seu ex-namorado, no final da manhã do dia 18 de agosto do ano passado, no Setor Pedro Ludovico, região sul de Anápolis. No momento do crime, ela estava na rua indo buscar as filhas na escola. A mulher recebeu 11 golpes de faca e não resistiu aos ferimentos.

Imagens do circuito externo de uma residência que registrou o momento em que Gerlândia foi esfaqueada circulou nas redes sociais, facilitando a identificação pela Delegacia de Homicídios. O vídeo mostrou Roberto deixando a faca no corpo da vítima e ainda fugindo do local limpando as mãos.

Dois dias antes, Gerlândia havia registrado um boletim de ocorrências na Polícia Civil, pois o ex-namorado a orientou se despedir das filhas porque iria matá-la. Ela não recebeu proteção policial.

Gerlândia, de 29 anos, anunciou dois antes de sua morte que havia denunciado as ameças à polícia. Imagens: Reprodução

Na mesma semana, o assassino se apresentou à Polícia e confessou tudo. Ele disse à delegada, Marisleide Santos, que estava “arrependido” e que cometeu o crime “porque desconfiava que estava sendo traído”.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.