Portal 6

Mega operação da PF, Rotam e CPE prende quadrilha que roubou R$ 800 mil do Bradesco em Anápolis

(Foto: Divulgação)

Seis integrantes da quadrilha que fez um gerente do Bradesco de Anápolis de refém na quinta-feira (1º) e levou R$800 mil do banco foram presos nas últimas horas de sábado (03) e hoje em uma operação que reuniu a Polícia Federal de Goiás e Tocantins, Rotam, Serviço de Inteligência da PM de Goiânia e Anápolis, Comando de Operações de Divisas (COD) e da Companhia de Policiamento Especializado (CPE) de Anápolis.

A primeira ação ocorreu na cidade de Caldas Novas, onde Willian da Silva, Dênis Roger de Jesus e Marcelo Rufino Alves foram presos. A idade deles não foi informada.

Um dos mais perigosos, Eduardo Rodrigues da Silva,  mais conhecido como “Dudu”, foi encontrado em Senador Canedo. Ele é suspeito de participar de outros roubos a bancos no país. Com os quatro primeiros capturados foram apreendidos um veículo Vectra, máscaras e munições de fuzil calibres 7.62 e 5.56 mais R$ 100 mil em dinheiro vivo.

Felipe André Teixeira de Jesus, de 35 anos, e Ângela Lopes da Silva de Jesus, de 33 anos, foram presos nas proximidades de Uruaçu, no Norte de Goiás.

A mega operação também está na cola de mais dois integrantes da quadrilha, que após trocarem tiros com a Polícia, abandonaram o carro e se esconderam em uma mata fechada no mesmo município.

No veículo os policiais encontraram uma grande quantia de dinheiro. Equipes do Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer) foram acionadas para dar suporte na busca na captura dos suspeitos.

Assalto e sequestro

Os criminosos prenderam dinamites no corpo do gerente do Bradesco em Anápolis e sequestraram integrantes da família dele para obrigá-lo a ir à agência para abrir o cofre. Os R$800 mil foi levado por eles sem que os funcionários do banco percebessem a ação.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.