Viver com intensidade é viver para si mesmo

(Foto: Reprodução)

Descanse. Se permita. Ninguém é absoluto. Essa correria desvairada, essa sangria desatada não te leva a lugar algum. E se levar, tira de você a possibilidade de deslumbrar.

O cansaço adoece. Sim, gera dores físicas, angústia, desestrutura emocional, estafa psicológica e tristeza descomunal. Cega para as essencialidades e trata como primordial àquilo que está vestido de “importâncias”.

A canseira tira o brilho no olhar, descai o semblante. Tantos compromissos, preocupações, noites mal dormidas acabam com qualquer um. Não existem super-homens nem mulheres- maravilhas. Não se esgote.

Muitos podem até precisar de você, mas não se esqueça de que você também se precisa. Quanto mais você der atenção somente às exterioridades que te dizem ser urgentes, mais você ficará diluído no meio disso tudo.

Se aquiete. Não abra mão de um momento de estar a sós consigo mesmo. Muito barulho te silenciará ao ponto de você não mais reconhecer sua voz. Aprecie uma boa comida com tranquilidade. Nada de engolir sem ao menos degustar o sabor.

Desligue o computador, ouse desligar o celular também. Se desconecte por algumas horas. Se reencontre.

Não surte com os problemas que esperam por solução. Se já esperaram até agora, com certeza esperará um pouco mais. Não é irresponsabilidade quando paramos um momento para recompor nossas ideias e força. Quando estiveres pronto, será mais fácil resolvê-los.

Não permita que o cansaço e o enfado se torne um hábito. Não envelheça precocemente. Envelhecer só é bom quando a alma e o coração estão pacificados e nada mais o transtorna ou escandaliza. Nada nem ninguém o farão alimentar a vaidade e presunção de estar com tudo extremamente sob seu controle, com data e horários exatos, isso rasga sua alma em choro.

A canseira rouba de nós o bom humor tão necessário no dia a dia. Seca o chão de nosso coração para sementes de alegria e sorrisos fartos. Nada brota. Nada vinga. Se você não está disponível pra si mesmo, de que adianta estar para o mundo inteiro?

Se incomodar com o que os outros vão falar por não terem ideia do que estar em sua pele é besteira. A maioria acha que sabe o que é estar esgotado, mas não tem o menor discernimento do que aquilo significa ao outro. E se discernir, então se enxergará em você. E se enxergar, te tratará com bondade e misericórdia. Caso contrário, dê com as costas. Não perca tempo.

Pra muitos o cansaço é tanto, que cansa só de pensar. Se você estiver assim pare enquanto é tempo. Você com certeza não vai querer experimentar os picos de aflição que todos experimentam na vida em completo estresse e exaustão.  Perceba seu momento.

É você quem impõe limite. Não exceda. Se não, sua existência e sua essência sairá completamente do eixo e você perderá as placas de sinalização de seu caminhar. Não vale a pena percorrer trilhas e trilhas e se arruinar no meio do caminho.

Compreenda que a provisão da Vida virá para aqueles que confiam. Para aqueles que labutam e confiam. Labutar não é esgotar até morrer. É funcionar naquilo que é capaz, sem perder as forças que amanhã também lhes serão necessárias.

Assim fazendo, aos poucos sentirá a vida, a respiração tranquila, energia restaurada, coragem, ânimo, motivação e o renovar das esperanças.

Não se afaste de você mesmo. Volte. Volte devagar. Se sinta normal, livre, com o privilégio disponível das escolhas, com seus dias e suas noites. E nesse descanso perceba que a alma pacificada, amadurecida, escolherá melhor o que vale e o que não vale a pena. E nas escolhas convictas, fará dela um modo de vida. Sem canseira, sem enfado. E mesmo no silêncio das circunstâncias, terá suas respostas. Assim, restabelecido, abrandado, serenado…

Deniza Zucchetti é professora por vocação, quase Relações Internacionais, escritora por amor nas horas vagas e mãe de dois lindos filhos em período integral. Escreve todos os sábados.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook

Rápidas

Danilo Boaventura

Danilo Boaventura

É a seção que publica informações exclusivas, de bastidores sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás

Dinheiro Nosso

Rodolfo Torres

Rodolfo Torres

É a seção que publica informações exclusivas, de economia sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás