Atentado contra José Eliton antecipa volta de Marconi ao Brasil; veja nota do governador

O  governador de Goiás, Marconi Perillo, está consternado com o atentado ocorrido no final da tarde desta quarta-feira (28), em Itumbiara, durante uma carreata que feriu no  abdômen o governador em exercício e Secretário de Segurança Pública, José Eliton. No mesmo atentado acabou morrendo candidato a prefeito da cidade, o petebista José Gomes.

Neste momento a assessoria do governador está procurando passagem área para volta imediata de Marconi ao Brasil. Ele está nos Estados Unidos em missão comercial iniciada na semana passada que começou pelo Canadá. A agenda previa o retorno do governador e comitiva apenas no próximo sábado (1º).

Em nota, reproduzida na íntegra a seguir, Marconi comenta o atentado.

O governador do Estado de Goiás, Marconi Ferreira Perillo Júnior, está profundamente abalado e consternado com o atentado com arma de fogo ao ex-prefeito de Itumbiara José Gomes, ao vice-governador José Eliton, neste momento governador em exercício, e aos líderes que acompanhavam a carreata do ex-prefeito. Nas palavras do governador:

“Foi um ato de barbárie política que vitimou a mais expressiva liderança da história de Itumbiara e da Região Sul de Goiás. Com certeza teria seu nome consagrado mais uma vez pelas urnas no próximo domingo, tamanha sua capacidade de aglutinação, de liderança e competência para realizações extraordinárias na administração pública.

Estou muito triste porque, além de grande companheiro, José Gomes era amigo leal, solidário e sensível em todos os momentos. Itumbiara perde seu maior líder, e, Goiás, um de seus mais destacados políticos.

Igualmente, abalou-me profundamente o fato de o governador em exercício também ter sido vítima da mesma violência, ao lado de dois importantes companheiros. Desde que soube da notícia,  determinei o cancelamento da agenda na Califórnia, EUA, programada para quinta e sextas-feiras, com o objetivo de retornar imediatamente a Goiás. Também determinei o envolvimento de todas as forças de investigação para elucidar a origem e a responsabilidade desta barbárie.

Desde que soube da notícia, estou em permanente contato com a assessoria do vice-governador e do ex-prefeito José Gomes. Este ato de covardia e intolerância revela o nível de agressividade vivenciado hoje pela política brasileira e goiana. Infelizmente, este nível de tensão e violência ainda é estimulado.

Desejo, sinceramente, que a paz e tolerância voltem a prevalecer em Goiás e que a serenidade e a tranquilidade possam se sobrepor nesta reta final da campanha.  Este clima de tensão já havia sido manifestado ontem com o atentado à casa do prefeito Marco Aurélio, de Buriti Alegre, alvejada por tiros.

Minha mais profunda solidariedade à família do Zé Gomes e do Cabo Vanilson João Pereira. Peço a Deus que console as família enlutadas. Meus melhores votos de rápida recuperação para o querido vice-governador José Eliton Júnior e para o senhor Célio Rezende, também vítima do atentado.

Violência, vingança, rancor e ódio não podem ferir ou matar a democracia. Vamos continuar buscando a paz, em homenagem ao amigo Zé Gomes e a tantos outros que deram sua vida pela política, em nome do bem estar coletivo”.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook

loading...