Caracal produzirá de pistola a metralhadora em Anápolis e quer exportar para a América Latina

A Caracal Internacional LLC traz para Goiás a primeira unidade da indústria bélica no Brasil. Vários tipos de armamentos serão produzidos pela empresa, que além de atender a necessidade das forças de Segurança Pública do país, pensam também em exportar para toda a América Latina.

A confirmação da instalação da indústria em Anápolis foi oficializada no último dia 10 de novembro entre o governador Marconi Perillo e a Caracal. Da parte do Governo do Estado foi prometido rapidez para destravar os caminhos burocráticos afim de que o funcionamento da empresa comece já em 2017.

Anápolis foi escolhida dentre as outras cidades goianas pelo potencial logístico, já que a cidade abriga o Porto Seco e um Aeroporto de Cargas em construção.

Produção

A intenção da Caracal é produzir uma grande variedade de armamentos como pistola, submetralhadora e rifles de assalto e de precisão para atiradores de elite (snipers), com calibres de 9mm, 5.56mm, 7.62mm e ponto 308 win.

Cerca de 1.250 empregos diretos e indiretos devem ser gerados. A produção trabalhará inicialmente com peças importadas e gradativamente uma transferência de tecnologia será feita para que todos os armamentos tenham produção local.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook

Rápidas

Danilo Boaventura

Danilo Boaventura

É a seção que publica informações exclusivas, de bastidores sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás

Dinheiro Nosso

Rodolfo Torres

Rodolfo Torres

É a seção que publica informações exclusivas, de economia sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás