Em nota e redes sociais, senadores lamentam acidente com a equipe da Chapecoense

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), divulgou nesta terça-feira (29) nota de pesar lamentando o acidente aéreo envolvendo a equipe da Chapecoense, de Santa Catarina. Renan destacou que o país perdeu cidadãos que voavam para defender o futebol brasileiro e sonhavam voltar vitoriosos para casa.

Renan manifestou solidariedade às famílias das vítimas e pediu empenho das autoridades competentes na apuração das causas do acidente.

“Lamento profundamente a notícia do acidente aéreo envolvendo a delegação do Chapecoense. A equipe voava para defender o futebol brasileiro na primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional na Colômbia. Num pouso forçado, perdemos brasileiros que sonhavam voltar vitoriosos para casa. Rogo a Deus que console a família das vítimas e restabeleça a saúde dos sobreviventes. Peço empenho às autoridades competentes na apuração das causas do acidente”, diz a da nota do presidente do Senado.

A tragédia repercutiu no Congresso Nacional e vários senadores de Santa Catarina manifestaram tristeza com o acidente. Paulo Bouer (PSDB) registrou que a Chapecoense adquiriu destaque no futebol. “Os catarinenses de toda as torcidas e mesmo os que não gostam de futebol estão unidos em preces, na dor e na solidariedade com o Chapecoense e com a cidade de Chapecó”, escreveu em nota. Em rede social, Dário Berger (PMDB) postou. “Iniciamos o dia com uma tragédia. Santa Catarina está de luto”, postou.

O presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado, o ex-jogador de futebol Romário (PSB), também se manifestou nas redes sociais. “Toda minha solidariedade aos amigos e familiares dos atletas, jornalistas, delegação técnica e tripulação que estava a bordo, assim como aos torcedores. #forçachape #chapecoense”, escreveu.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook

loading...