Saiba como tirar o seu passaporte no Brasil

(Foto: Reprodução)

Início de ano é época de voltar ao trabalho e, para muita gente, começar a pensar nas férias e viagens que podem ocorrer ao longo de 2017. Se os planos incluem viagens ao exterior, é importante providenciar o passaporte com antecedência.

O aumento da renda dos brasileiros tem estimulado viagens ao exterior. De acordo com dados divulgados pelo Banco Central, de janeiro a novembro de 2013, os gastos de brasileiros nesses tipos de viagens chegaram ao recorde de US$ 23,125 bilhões, contra US$ 20,244 bilhões no mesmo período de 2012.

Confira os passos para tirar o passaporte:

1 – Verifique a documentação necessária.

Os documentos necessários para retirar um passaporte comum são:

a) Documento de identidade:

Opções:

– Cédula de identidade expedida por Secretaria de Segurança Pública;
– Carteira funcional expedida por órgão público, reconhecida por lei federal como documento de identidade válido em todo território nacional;
– Carteira de identidade expedida por comando militar, ex-ministério militar, pelo Corpo de Bombeiros ou Polícia Militar;
– Passaporte brasileiro anterior;
– Carteira nacional de habilitação expedida pelo DETRAN (modelo atual);
– Carteira de identidade expedida por órgão fiscalizador do exercício de profissão regulamentada por lei;
– Carteira de trabalho e previdência social – CTPS.

b) Título de eleitor e comprovantes de que votou na última eleição (dos dois turnos, se houve). Na falta dos comprovantes, declaração da Justiça Eleitoral de que está quite com as obrigações eleitorais, ou justificativa eleitoral.

c) Documento que comprove quitação com o serviço militar obrigatório, para os requerentes do sexo masculino a partir de 1º de janeiro do ano em que completam 19 anos até 31 de dezembro do ano em que completam 45 anos.

d) Certificado de Naturalização, para os naturalizados.

f) Quando houver, o passaporte anterior (válido ou não)

g) CPF

h) Para menores de 18 anos, é exigida a autorização dos pais. Confira modelo de documento e outras recomendações

* Casos específicos de passaportes (passaporte de emergência, passaporte para estrangeiro e Laissez-Passer) ou dúvidas relativas a documentações podem ser retiradas no site da Polícia Federal.

2 – Com os documentos em ordem, solicite a emissão do passaporte no site da Polícia Federal. Em caso de dúvidas sobre o preenchimento dos seus dados, ligue 194. Após a inclusão de seus dados será emitida uma Guia de Recolhimento da União (GRU). Imprima e pague a GRU respeitando a data de vencimento. Atualmente, a taxa para confecção do novo passaporte é de R$ 156,07. Também imprima o protocolo de solicitação.

3 – Compareça ao posto do DPF munido da documentação original exigida , GRU paga e protocolo da solicitação. A fotografia, assim como as impressões digitais, serão coletadas no momento do atendimento pela própria Polícia Federal. Verifique aqui se é necessário agendar previamente o atendimento no DPF da sua região. Caso não seja possível realizar o atendimento online entre em contato pelo telefone 194.

4 – Após o procedimento no DPF, você receberá um um protocolo com a data de entrega do passaporte (no máximo, seis dias úteis).

5 – Com o número do protocolo em mãos, o andamento do passaporte pode ser consultado no site da Polícia Federal

6 – O passaporte será entregue pessoalmente ao seu titular, mediante apresentação de documento de identidade e assinatura de recibo. Busque seu passaporte no horário e local indicados. O prazo máximo de entrega é de seis dias úteis, e o prazo máximo para retirada do documento é de 90 dias.

7 – A validade dos passaportes é de até cinco anos. Expirado o prazo de validade, deverá ser solicitado novo passaporte. No caso de menores de 4 anos, a validade é definida de acordo com a idade, conforme tabela disponível no site da PF.

8 – Dúvidas e detalhes podem ser esclarecidos no próprio site da Polícia Federal, na área de perguntas. 

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook

Rápidas

Danilo Boaventura

Danilo Boaventura

É a seção que publica informações exclusivas, de bastidores sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás

Dinheiro Nosso

Rodolfo Torres

Rodolfo Torres

É a seção que publica informações exclusivas, de economia sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás