Portal 6

O que nos torna grandes pessoas?

(Foto: Reprodução)

Acredito que não todos, mas a maioria de nós já ouviu sobre o fato de você ser o que pensa e muitos não compreendem o que isso quer dizer.

O ser humano não se torna grande por se iludir a respeito de si mesmo num estado de surto de grandeza e, assim a pessoa equivocadamente fantasia não sabendo nada de si, apenas achando convencido de que se é. Ninguém se torna grande adotando uma atitude performática e de aparência pensando ser grandioso.

Na mentira, na manipulação, na falta de humildade, na dissimulação das atitudes não existe grandeza. A falsificação do eu e do caráter nunca se torna em verdade pelas muitas performances.

Somos o que pensamos. Nossa mente molda-se pelas nossas escolhas no pensar, se mantivermos deliberadamente a decisão que se torna comportamento e princípio de vida. Todas as nossas vontades que exercemos com empenho vai moldando nossos pensamentos e atitudes, pois o pensamento trabalha sempre a favor da nossa vontade.

Por este motivo nosso pensar deve ser ocupado por tudo o que é de boa fama, louvável e que tenha virtudes. Tornamos-nos aquilo que ocupa nossa mente. Pensamos o que nosso coração decide ser. Somos moldados no ser conforme o pensamento, melhorando ou piorando. Podemos até não tomar uma atitude prática do que pensamos, mas somos exatamente aquilo que pensamos, o caráter é aquilo que está construído no pensar.

Somos responsáveis pelo que nos tornamos ninguém mais. Culpamos a vida, o diabo, a influência familiar, o DNA, o sistema, e assim vamos transferindo a responsabilidade pra justificar o pensar.

Devemos melhorar nossos pensamentos. Basta a escolha de mudá-los. Muitos não admitem que possa mudar, pois não é uma tarefa fácil. Transformar pela renovação dos pensamentos, moldá-los renovando e modificando pra melhor não é para os que preferem a zona de conforto.

Ser grande em caráter é decidir pelo sim sim e pelo não não. Não existe remédio milagroso que não seja apenas a decisão pela verdade, pela realidade, pelos pensamentos moldados de acordo com a justiça e pureza. É preciso tomar a decisão de não mais pensar pela via da maldade, mentira, inveja, perversão e malícia, resistindo ao impulso de tudo o que vier contra a construção do caráter moldado e renovado.

As agruras da vida vêm com o propósito e intenção de nos moldar para não nos tornarmos infantis com síndrome de grandeza, mas para nos ajudar a escolher o melhor lado, o melhor pensamento, o melhor olhar. O remédio amargo nos é dado para nos tornarmos doces. Doce no pensar, no agir e em tudo que nos for refletir. Tudo é decisão, decisão essa para que sem falsificação nos tornemos grandes!

Deniza Zucchetti é professora por vocação, quase Relações Internacionais, escritora por amor nas horas vagas e mãe de dois lindos filhos em período integral. Escreve todos os sábados.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.