Portal 6

Show beneficente ajudará família a pagar cirurgia para bebê de Anápolis

Heitor Gato, de 4 meses, sofreu lesão ao ser puxado no momento do parto, (Foto: Arquivo Familiar)

Vítima de violência obstétrica, Heitor perdeu os movimentos do braço direito e família luta para conseguir pagar cirurgia de R$ 25 mil

A família do pequeno Heitor segue na luta para viabilizar a cirurgia de R$ 25 mil que poderá trazer de volta os movimentos do braço direito que o bebê perdeu ao sofrer violência obstétrica e nascer enforcado pelo cordão umbilical. Relembre.

Para ajudar a levantar esse dinheiro, a família realizará um show beneficente no dia 05 de maio a partir das 20, no Teatro Municipal, cedido pela Secretaria Municipal de Cultura.

O evento receberá como atrações os músicos Gil CarvalhoOs Moofy, Rodolpho e Thiago.

Os ingressos já estão disponíveis e custam R$ 30. Todo dinheiro arrecadado com a venda  será destinado à cirurgia.

A própria família da criança está comercializando os bilhetes pelos telefones (62) 99533-0362 (Larissa Gato), (62) 99191-6899 (Kerley Suzy) ou (62) 99531-6393 (Sillas Moreira).

Heitor, de quatro meses, vítima de violência obstétrica. (Foto: Arquivo Familiar)

Em tempo

Segundo a mãe,  Larissa Gato, de 22 anos, Heitor nasceu enforcado pelo cordão umbilical e demorou mais de um minuto para respirar. O parto ocorreu sem líquido amniótico depois de 14h de ser induzido.

Percebendo que o bebê não tinha os movimentos do braço direito, a família o levou para os hospitais Sarah Kubitschek, em Brasília, e CRER, em Goiânia.

Após quatro meses de fisioterapia, uma nova eletroneuromiografia e ressonância apontaram uma lesão grave que pode comprometer os movimentos motores dele para toda a vida. A saída para corrigir a lesão é uma cirurgia de caráter urgente, orçada em R$ 25 mil.

Sem condições de arcar com esses custos, toda a família está em campanha pelas redes sociais para conseguir pagar o procedimento.

As doações estão sendo recebidas na conta de Sillas Moreira de Oliveira, pai do Heitor. (Banco do Brasil, Agência 3206-9, Conta poupança 22.498-7, Variação 051).

Quer comentar?

Comentários