Portal 6

“Repito: não renunciarei”, diz Michel Temer em pronunciamento no Planalto

Brasília - O presidente da República, Michel Temer, faz pronunciamento oficial no Palácio do Planalto (Valter Campanato/Agência Brasil)

Presidente diz que é inocente e quer divulgação de áudios interceptados pela PF

Atualizado às 16h29

Ao contrário do informado pelo site D’ O Globo, o presidente Michel Temer (PMDB) disse às 16h15 desta quinta-feira (18), em pronunciamento no Palácio do Planalto, que não renunciará ao cargo.

Claramente irritado e nervoso, o mandatário disse ser inocente e negou que tenha pedido à JBS para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB), preso em Curitiba desde o ano passado.

Durante a manhã de hoje, emissários de Temer disseram que ele não estava disposto a deixar a Presidência, mas a rápida corrosão da base aliada no Congresso, com anúncio de partidos saindo do Governo, geraram versões de que ele não iria resistir na ideia de permanecer no cargo.

Entretanto, ainda permanece a expectativa de que, com a divulgação dos áudios interceptados pela Polícia Federal, se confirmando a tentativa de obstrução da Justiça, ele ceda às pressões.

Em tempo

Com a saída de Michel Temer do Planalto, a Constituição determina que assuma a Presidência o deputado Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara.

Uma eleição direta para o cargo deverá ser convocada por ele para ocorrer em no máximo 90 dias.

Quer comentar?

Comentários