Portal 6

Projeto de Lei na Câmara Municipal quer implantar uso da energia solar em Anápolis

(Foto: Reprodução)

Adesão à tecnologia também pretende conceder desconto em impostos, como o IPTU ISSQN

Assim como em todo o Brasil, a conta de energia elétrica pesa no bolso do anapolino. Foi levando em conta essa realidade, somada a questão ambiental, é que a Câmara de Vereadores resolveu discutir em audiência pública nesta quarta-feira (31) o uso da energia solar na cidade.

Uma das autoras do projeto de lei que tenta implementar na cidade o Programa Municipal de Incentivo à Energia Solar, a vereadora Vilma Rodrigues ressaltou no evento a importância do projeto para o município.

“Anápolis está muito atrás na questão de energia solar. Não era pra ser assim. Somos a segunda potência do estado e estamos muito aquém de outras cidades neste quesito. Precisamos cuidar do meio ambiente. Temos tantas coisas que poderiam ter sido evitadas, mas podemos  trabalhar para que as nossas próximas gerações colaborem para que a natureza seja reconstruída. A energia solar é mais acessível. Para que as futuras gerações vivam melhor, precisamos começar agir agora”, lembrou.

O texto sugere conceder 10% de desconto no IPTU e 50% no Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) para todos os imóveis comerciais, residenciais e industriais da cidade que implantaram a tecnologia.

Audiência Pública sobre energia solar na Câmara Municipal. (Foto: Divulgação)

Falando sobre o Goiás Solar, programa do Governo do Estado que incentiva o uso de energia solar, a superintendente da Secretaria de Meio Ambiente Danuzia Arantes Ferreira ressaltou que essa tecnologia limpa não substitui a energia elétrica, mas serve como alternativa indispensável, sobretudo pelo potencial solar que existe em Goiás.

“A energia solar não irá substituir a energia elétrica, pois o funcionamento ideal acontece em dias ensolarados, mas temos em nosso estado temperaturas e climas muito favoráveis para a fomentação da energia fotovoltaica”.

Uma das principais entidades de Anápolis, a Associação Comercial e Industrial de Anápolis (ACIA) esteve representada na audiência e apoia a iniciativa.

“Através desta audiência pública estamos dando início para trabalhar com inovações, trazer novas técnicas de painéis e engenharia. Estamos organizando um momento na nossa Associação com a participação de representantes do programa ‘Goiás Solar’, onde será esclarecido para nossos comerciantes e empresários. A inserção do município está sendo desenvolvida e Anápolis será em breve um grande potencial de geração de energia solar”, disse Baltazar José dos Santos, membro da associação.

 

Quer comentar?

Comentários