Políticos britânicos retomam campanha eleitoral após atentado terrista

De acordo com os últimos dados, 48 pessoas ficaram feridas e estão internadas em hospitais londrinos, 21 das quais em estado crítico

Os políticos britânicos retomam nesta segunda-feira (05) a campanha para as eleições gerais que acontecem na quinta-feira (08) no Reino Unido, após a campanha ter sido suspensa no domingo (04) por causa do atentado em Londres, em que morreram sete pessoas. As informações são da EFE.

A primeira-ministra britânica, a conservadora Theresa May, fará campanha na capital após presidir uma reunião do comitê de emergência Cobra, formado pelos principais membros do Governo e representantes policiais, para tratar das medidas de segurança após o ataque na London Bridge e no Borough Market.

Além de Londres, May fará campanha em Yorkshire, Norte da Inglaterra, e na Escócia, enquanto que o líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, da oposição, estará no Nordeste da Inglaterra, segundo informaram os partidos.

De acordo com a imprensa local, May ressaltará a importância de que o Reino Unido conte com uma liderança forte para defendê-lo da ameaça terrorista. A campanha da primeira-ministra também vai focar nas negociações sobre a saída britânica da União Europeia (UE), que começarão 11 dias após as eleições.

A expectativa é de que Corbyn, que avançou nas pesquisas de intenção de voto nas últimas semanas, volte a criticar o Governo pelos cortes no setor público e pelas desigualdades sociais que há no país.

May destacou que as eleições desta quinta-feira não serão adiadas por causa do atentado de Londres.

A primeira-ministra decidiu há algumas semanas antecipar as eleições gerais que aconteceriam em 2020. Segundo ela, o objetivo da medida é garantir que o futuro líder do país conte um mandato forte para negociar com firmeza a saída do Reino Unido da União Europeia.

Nas eleições de quinta-feira, cada distrito eleitoral do Reino Unido elege um membro do parlamento (equivalente ao deputado federal, no Brasil) para a Câmara dos Comuns (que equivale à Câmara dos Deputados). O partido que obtiver a maioria dos assentos tem o direito de formar o Governo, com o seu líder como primeiro-ministro.

Atentado

No sábado, um furgão atropelou vários pedestres na London Bridge. Do veículo saíram três homens com facas que atacaram indiscriminadamente várias pessoas no Borough Market, bem próximo à ponte. Até o momento sete pessoas morreram, além dos três terroristas. De acordo com os últimos dados, 48 pessoas ficaram feridas e estão internadas em hospitais londrinos, 21 das quais em estado crítico.

Na manhã desta segunda-feira, a Polícia Metropolitana de Londres começou a revistar duas casas nos bairros de Newham e Barking, ambos no leste da cidade, onde ontem os agentes também entraram em um apartamento e detiveram 13 pessoas ligadas ao ataque. Uma delas, um homem de 55 anos cuja identidade não foi divulgada, foi liberado sem acusações.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook

Rápidas

Danilo Boaventura

Danilo Boaventura

É a seção que publica informações exclusivas, de bastidores sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás

Dinheiro Nosso

Rodolfo Torres

Rodolfo Torres

É a seção que publica informações exclusivas, de economia sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás