Operação liderada por Manoel Vanderic contra bêbados ao volante está suspensa

Polícia Civil decidiu cortar gastos e medida inviabiliza pagamento de horas extras aos agentes que trabalhavam durante a madrugada

Por corte de gastos na Polícia Civil, a Operação Direção Consciente, da Delegacia de Especializada em Investigações de Crimes de Trânsito (DICT), que tem Manoel Vanderic como titular, não poderá mais ocorrer.

Caso continuasse, os agentes não teriam as horas extras pagas e ainda, sem folga, precisariam trabalhar de dia atendendo ocorrência nas delegacias de idosos, deficientes e do consumidor. Algo insustentável.

A Operação Direção Consciente ocorria em pontos estratégicos da cidade. Com apenas três edições prendeu em flagrantes mais de 20 pessoas embriagadas ao volante. Outras dezenas foram paradas pelos agentes em saída de festas, bares e boates.

A última ocorreu na BR-414, uma via expressa, e conseguiu prender o total de sete condutores alcoolizados.

O sucesso das operações foi tanto que a demanda por taxi e Uber na porta de bares e boates aumentou vertiginosamente. O temor dos motoristas era justamente sair com seus veículos e encontrarem os agentes da DICT pelo caminho.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook

Rápidas

Danilo Boaventura

Danilo Boaventura

É a seção que publica informações exclusivas, de bastidores sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás

Dinheiro Nosso

Rodolfo Torres

Rodolfo Torres

É a seção que publica informações exclusivas, de economia sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás