Portal 6

Urban deve pedir reajuste da tarifa do transporte coletivo no mês de julho

Avenida Faiad Hanna, no Centro de Anápolis. (Foto: Danilo Boaventura)

Embora afirme que por enquanto está estudando impacto nas contas causado pelo aumento de salários dos funcionários, o reajuste permitido por contrato é inevitável

O reajuste salarial de quase 5% que a Urban fechou com o sindicato dos funcionários deve, inevitavelmente, repercutir na tarifa e ser repassada aos usuários do transporte coletivo. Por contrato, a empresa tem o direito de solicitar o aumento na passagem em julho.

Em conversa por telefone com a reportagem do Portal 6, o diretor de Operações da Urban, Humberto El Zayek, lembra que a composição da passagem cobrada dos passageiros é uma soma geral dos gastos da empresa.

“A composição da tarifa reúne todos os custos do sistema, inclusive a folha de pagamento. Esse reajuste será usado para compor a próxima tarifa, mas há outros custos a serem analisados até lá”, adianta.

Quando questionado se o incremento da passagem seria automático, Humberto afirmou que a Urban ainda não está tratando do assunto.

“Agora nós estamos discutindo apenas o valor do reajuste salarial. Nosso próximo passo é fazer os cálculos para depois, através deles, ver o que o prefeito autorizará. Porém, essa discussão não está em pauta”.

Uma das alegações recorrentes da Urban é o prejuízo que a empresa diz ter desde o ano passado, quando solicitou um reajuste de 0,88 centavos, mas o então prefeito João Gomes (PT) autorizou apenas 0,50.

Quer comentar?

Comentários