Portal 6

Marconi copia Dória e substituirá carros por aplicativos de transporte individual

Poderão participar da licitação Uber, 99 Taxi, Easy Taxi e similares. Economia esperada é de 30%

O Governo de Goiás prepara um processo licitatório para substituição de parte da frota locada por serviços prestados por aplicativos de transportes (como Uber, 99 Taxi, Easy Taxi e similares).

O modelo, já adotado pela Prefeitura de São Paulo e pelo Governo Federal, deverá gerar uma economia de aproximadamente 30% com os gastos com deslocamento de funcionários do Poder Executivo durante o trabalho na Região Metropolitana de Goiânia.

A previsão é que a licitação esteja concluída até o final de outubro, quando as secretarias poderão adotar o sistema. O projeto-piloto, batizado de TáxiGO, será implantado incialmente no Corpo de Bombeiros, Casa Civil, Controladoria-Geral do Estado, Defensoria Pública, Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapeg), GoiásPrev, GoiásTurismo, Iquego, Procuradoria-Geral do Estado, Saneago, Vice-governadoria e as secretarias da Saúde, do Desenvolvimento, da Educação e a de Gestão e Planejamento.

Cada secretaria ou órgão estimou o número de quilômetros anuais a serem utilizados via TáxiGO. A maior projeção é da Secretaria da Saúde, que projeta rodar 2,4 milhões de quilômetros com o novo sistema, em substituição a carros locados pela pasta. No total, o projeto-piloto chegará a 4,6 milhões de quilômetros rodados.

A previsão de economia de 30% nos custos ocorre por causa da redução de gastos com locação e combustível, do aproveitamento de servidores que hoje atuam como motoristas em outras funções e logística. Outra vantagem é que elimina-se o tempo em que a frota locada fica ociosa. Por fim, também há um controle mais eficiente da utilização de veículos em serviço.

A licitação utilizada será o Pregão Eletrônico por Registro de Preço, na modalidade menor preço, e o processo está hoje na Advocacia Setorial da Segplan. O preço-base para as ofertas será a tarifa de táxi praticada em Goiânia e a empresa vencedora será aquela que apresentar o maior desconto em cima dela.

Durante a elaboração do edital, a Segplan realizou reuniões com cooperativas e sindicatos de taxistas de Goiânia. Uma das exigências técnicas é que os motoristas cadastrados no aplicativo vencedor participem de cursos de capacitação para atendimento das demandas do Estado.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.