Portal 6

Morte violenta de detendo dentro da cadeia de Anápolis torna interdição inevitável

(Foto: Captura)

Pedido já foi feito pelo Conselho da Comunidade na Execução Penal

João Vitor Lopes Barbosa morreu na noite desta segunda-feira (09), na Santa Casa de Misericórdia de Anápolis, após ser brutalmente espancado dentro do Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, localizado no Jardim das Américas, região Noroeste da cidade, durante o banho de Sol.

A Delegacia de Homicídios já investiga o caso, mas por enquanto a autoria do crime ainda é um mistério.

Esse homicídio, somado às fugas recentes de detentos do local, tornou a interdição da unidade inevitável. Do ponto de vista humano, aquelas centenas de presos estão ali matando ou fugindo para viver. E para a segurança pública, eles do lado de fora, são um perigo gritante.

Na última sexta-feira (06), um deles foi recapturado pela Companha de Policiamento Especializado (CPE), no bairro Recanto do Sol, mesma região da cadeia, com um fuzil AM-15 e bananas de dinamite.

O pedido de interdição da cadeia pública já foi feito pelo Conselho da Comunidade na Execução Penal em Anápolis. Logo o Ministério Público e outras entidades devem fazer o mesmo. E a atitude da Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap), e de qualquer outra instância responsável por aquela panela de pressão, não pode ser outra.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.