Portal 6

Empresa alfabetiza funcionários da limpeza ao invés de demiti-los por não saber ler

‘As pessoas não são descartáveis, eu não queria que eles saíssem daqui um dia e continuassem tendo aquelas profissões porque eles não tinham escolha’, conta a gerente

Mais uma história emocionante está ganhando as redes sociais. Desta vez, se trata de uma empresa de São Paulo que resolveu alfabetizar os auxiliares de limpeza ao invés de demiti-los por não saberem ler.

A ideia de oferecer a oportunidade à equipe surgiu quando a gerente Nátaly Bonato percebeu as dificuldades dos empregados para preencher o formulário distribuído.

“Um dia eu acordei com a certeza de que um relatório ia resolver os problemas de limpeza da unidade da WeWork Paulista. Criamos um formulário que deveria ser preenchido todos os dias dizendo se a sala do cronograma foi limpa, e caso não, colocar um comentário. O relatório demorou uma semana pra chegar e quando veio, o banheiro virou um caos. Não entendi nada e ai nos reunimos e a descoberta foi que 50% do time (terceirizado) era iletrado. E que o moço do banheiro largava o serviço dele pra preencher o maldito relatório”, escreveu Nátaly no Facebook.

Ao invés de vez de trocar a equipe, a gerente decidiu procurar nas escolas que fazem parte da WeWork alguém que pudesse alfabetizar os funcionários da limpeza e, assim, ela conheceu a pedagoga Dani Araujo que topou o desafio.

“As pessoas não são descartáveis. Eu não queria que alguém passasse pela minha vida sem ter o meu melhor, sem que eu pudesse tentar. Então, eu não queria que eles saíssem daqui um dia e continuassem tendo aquelas profissões porque eles não tinham escolha”, disse Nátaly em entrevista ao Razões para Acreditar.

Os terceirizados começaram a ter 1h e meia de aula, duas vezes por semana, no horário de almoço. Cinco meses depois, eles já conseguiam escrever uma carta e para celebrar essa conquista, Nátaly e seu time organizaram uma formatura surpresa com direito à beca e tudo. Confira:

Quer comentar?

Comentários