Denúncia de superfaturamento gera desconforto entre vereadores

Da Redação -

O apontamento da existência de superfaturamento na obra de reforma e ampliação da Câmara Municipal de Anápolis pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TMC) gerou desconforto entre os vereadores da base do prefeito João Gomes e a oposição.

Feita pelo vereador democrata Miguel Marrula no início da semana, a denúncia rapidamente repercutiu na imprensa local e obrigou uma reação do Governo, que escalou o secretário de Obras, Serviços Urbanos e Habitação, Leonardo Viana, para tentar corrigir qualquer irregularidade na obra, que foi iniciada ainda na gestão do ex-prefeito Antônio Gomide.

Segundo Marrula, a obra está superfatura em mais de R$ 870 mil, decorrentes de erros de engenharia. Mais detalhes na reportagem da TV Câmara.

http://www.youtube.com/watch?v=DMQWcD9A09Q

Aborrecida

A vereadora do PT, Professora Geli, disse em sessão plenária ontem  (07) que ficou aborrecida com a denúncia de Marrula e a manifestação da colega Míriam Garcia, do PSDB, que propôs a instalação de uma comissão investigadora para analisar as supostas irregularidades da obra.

“Somos amplamente ouvidos e devemos ter cautela. Fico incomodada, pois, além de falarmos do Executivo, estamos também falando da nossa Casa”, externou a vereadora, que ainda disse haver tempo hábil para que a Prefeitura de Anápolis, responsável pela obra, apresente recursos técnicos e, se necessário, diminuir o valor da obra.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.