Portal 6

Galvão perde definitivamente a concessão da BR-153, a partir de Anápolis

(Foto: Reprodução)

Concessionária era responsável pelo entroncamento da BR 153 com a BR 414, gerador de imensos congestionamentos próximo à rotatória do Recanto do Sol

Desde quarta-feira (16) a BR-153 passou a ser definitivamente uma rodovia sem concessão no trecho goiano e tocantinense.

A decisão foi dada como uma determinação do Ministério dos Transportes porque o Grupo Galvão deveria investir R$ 4,31 bilhões na duplicação do trecho de 624,8 quilômetros, a partir de Anápolis, e não cumpriu.

Após quase três anos, pouquíssimos investimentos foram realizados e a rodovia ficou em estado de abandono.

A Galvão também era responsável pelo entroncamento da BR 153 com a BR 414, local gerador de imensos congestionamentos próximo à rotatória do Recanto do Sol.

Agora, quem deve assumir o trecho é o Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT). O órgão permanecerá com a responsabilidade até que um novo leilão aconteça. Enquanto isso, apenas R$ 52 milhões do Ministério dos Transportes estão previstos para manutenção.

Quer comentar?

Comentários




Nosso Twitter



Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.