PublicidadePublicidade

Bombeiros já foram acionados quase 100 vezes para combater queimadas em Anápolis

Situação já é tão preocupante que a corporação teve de iniciar um processo de conscientização junto às comunidades que estão próximas a indústrias, florestas e rodovias

Rafaella Soares Rafaella Soares -

A ausência de chuvas nesta época do ano em Anápolis derruba a umidade relativa do ar para patamares críticos e deixa a vegetação extremamente seca. Alguns veem a situação como alerta para cuidar melhor da saúde, já outros como um convite para fazer queimadas.

Somente nos meses de junho e julho, o 3º Batalhão Bombeiro Militar (3º BBM) registrou mais de 70 chamadas para combater focos de incêndios na cidade. E em agosto essa prática aumentou ainda mais, como adiantou o chefe da Sessão de Defesa Civil do 3º BBM, tenente Higor Mendonça, em entrevista ao Jornal do Estado de Goiás.

“As estatísticas ainda não foram fechadas, mas já projetamos um número bem maior, que se aproxima de 100 ocorrências atendidas, pelo volume que temos tido nas últimas semanas”.

PublicidadePublicidade

Os casos em que uma pequena queimada desemboca em grandes incêndios também já estão ocorrendo. No último domingo (21) o Corpo de Bombeiros precisou se deslocar até a Granol, no DAIA, porque uma pilha de bagaços de cana pegou fogo no local após ter contato com o início um de foco em uma propriedade próxima.

Situações como essa levaram a corporação a iniciar um trabalho de conscientização junto às pessoas que moram próximas a indústrias ou florestas.

“Da mesma forma, a população precisa entender que não se deve colocar fogo em lotes baldios, lixo e animais mortos”, lembra o tenente.

Além das queimadas colocarem a saúde da população em risco, o Corpo de Bombeiros alerta para os riscos de fogo em matas extensas e próximas de rodovias. A fumaça não só pode ofuscar a visão dos motoristas e causar um acidente, mas também põe em risco a vida de animais silvestres.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade