Portal 6

Adolescente de Goiânia diz à polícia que ainda planejava matar mais duas garotas

Estudante Tamires de Paula tinha apenas 14 anos. (Foto: Reprodução)

Vítima, antes de morrer, teve a cabeça batida contra a parede várias vezes. Facadas desferidas contra ela foram tão fortes que o metal dobrou dentro do corpo

Em depoimento chocante, o estudante de 13 anos que matou a colega de escola e vizinha Tamires de Paula, de 14 anos, na tarde desta quarta-feira (23), em Goiânia, disse ao delegado adjunto da Polícia Civil Luiz Gonzaga Júnior que também queria matar outras duas garotas da cidade.

“Um garoto frio, que em momento algum demonstrou qualquer tipo de arrependimento”, ressaltou Luiz Gonzaga, que em conversa informal com o infrator ouviu da boca do próprio que a faca usada para matar a vítima fora comprada com o dinheiro que ele ganhou no último aniversário. Durante dois meses ele levou a arma branca dentro da mochila para a escola.

Lauro preliminar da perícia indica que antes de morrer Tamires teve a cabeça batida contra a parede várias vezes e que as facadas desferidas contra ela foram tão fortes que o metal dobrou dentro do corpo.

Faca usada para matar Tamires. (Foto: Reprodução/ O Popular)

A investigação passará a partir de agora a ouvir testemunhas e analisar computadores e celulares dos envolvidos para saber se houve ou não alguma motivação para o crime, já que o adolescente se nega a dizer.

Por enquanto, o adolescente confesso, permanece aos cuidados da Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai) da capital. Ele, que não tinha nenhum histórico de violência, está sendo acompanhado por psicólogo e deve ficar ainda nesta quinta-feira (24) frente a frente com um juiz da da Infância e Juventude.

Por ser menor de idade, o rapaz poderá ficar no máximo três anos recolhido do convívio com a sociedade.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.