Portal 6

Servidores do Detran Anápolis fraudavam transferência até de carros roubados

(Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

Supervisor da unidade foi afastado. Esquema existia há pelo menos cinco anos, afirma Polícia Civil

Quatro servidores do Detran e um despachante foram presos na manhã desta quinta-feira (21) na segunda fase da Operação Intraneus, realizadas nas Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Anápolis, São Miguel do Araguaia e Novo Mundo.

Um total de 16 mandados de busca e apreensão também foram cumpridos.

Comandada pela Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA), as investigações duraram quatro meses e descobriram fraudes de transferência de veículos em Goiás.

Os documentos eram produzidos no Ciretran de Anápolis, mas as vistorias eram simuladas nas outras cidades.

O esquema existia há pelo menos cinco anos e conseguiu realizar a transferência irregular de 60 veículos. Pelo menos cinco deles com possibilidade de serem oriundos de roubo, como adiantou o titular da DERFRVA, delegado Gustavo Rigo, em coletiva de imprensa na sede da Secretaria de Segurança Pública.

“Pela investigação, nós descobrimos que servidores do Ciretran de Anápolis estariam promovendo a transferência de veículos mediante o recebimento de propina de alguns despachantes, através da simulação de vistorias que supostamente teriam sido realizadas nos Ciretrans de Mundo Novo e São Miguel do Araguaia”, explicou Gustavo Rigo.

O supervisor do Ciretran anapolino foi afastado e a equipe de atendimento da unidade deslocada para um dos Vap Vupt na cidade. Nesta sexta-feira (22) mais pessoas serão ouvidas na DERFRVA.

Segundo a versão online do jornal A Voz de Anápolis, os servidores presos em Anápolis, após prestarem depoimento na capital, foram levados para a cadeia.

Quer comentar?

Comentários




Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.