PublicidadePublicidade

Fez o teste ‘do gênero oposto’? Saiba que isso pode te dar uma dor de cabeça

Empresa responsável pela brincadeira coleta informações pessoais e não pessoais de usuários

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -
PublicidadePublicidade

Reportagem publicada nesta terça-feira (20) no UOL traz um alerta sobre os perigos do teste Qual Seria A Sua Aparência Se Você Fosse Do Gênero Oposto?, que está fazendo grande sucesso no Facebook.

De acordo com a publicação, o risco está no fato da empresa Kueez, responsável pela brincadeira, solicitar em primeira mão o seu perfil na rede social onde consta nome, data de nascimento, todas as fotos, lista de amigos, informações de contatos e endereço de e-mail.

Mas isso é só a ponta, além desses dados a empresa também coleta informações não pessoais a exemplo do modelo de aparelho celular ou computador onde o teste foi feito, a localização e as áreas de interesse do usuário do Facebook.

PublicidadePublicidade

Já fiz o teste, e agora?

Segundo o Olhar Digital, os usuários que deram permissão à brincadeira podem minimizar os estragos removendo todas as permissões concedidas na aba de configurações de aplicativos do Facebook.

O site especializado, porém, salienta não há garantia de que essas informações já não estejam permanentemente guardadas no banco de dados da Kueez.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade