Serial killer de Goiânia arruma namorada na cadeia e quer se casar

Aos 30 anos, ele já soma mais de 600 anos de pena em regime fechado

Da Redação -

O vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, que ficou conhecido como o serial killer de Goiânia, enviou à Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) uma solicitação para se casar de dentro do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

Conforme o órgão, ele está se envolvendo uma outra detenta e tem se correspondido com ela apenas por cartas. O casal ainda não se vê pessoalmente pois somente pessoas casadas podem receber visitas íntimas.

Para o enlace matrimonial, Tiago solicitou participar do próximo casamento comunitário que será realizado pela DGAP. Essas cerimônias ocorrem com frequência e tem objetivo de atender todos os presidiários.

Apesar do pedido, o vigilante não poderá estar no próximo evento porque, segundo a DGAP, ele está com problemas de documentação que impedem a emissão da certidão de casamento. A natureza desses problemas não foi divulgada.

Em tempo

Tiago Henrique está preso desde 2014 e é apontado como responsável pela morte de mais de 30 pessoas, dentre sua maioria mulheres.

Ele já passou por 33 julgamentos e absolvido em apenas três deles. O último foi na tarde de quinta-feira (21), onde ele foi condenado pela morte de uma recepcionista de 26 anos, que foi alvejada com vários tiros em um ponto de ônibus, em Goiânia.

Além dos homicídios, Tiago também pagará 12 anos e 4 meses de prisão por roubar duas vezes uma agência lotérica.

Aos 30 anos, o serial killer já soma mais de 600 anos de pena em regime fechado.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.