Portal 6

Vereador denuncia assaltos, tráfico de drogas e prostituição na Rodoviária

(Foto: Ismael Vieira)

Parlamentar também citou levantamento do 1º DP que inclui ainda tentativa de homicídio entre as principais ocorrências no local

Alvo de queixas recorrentes, o Terminal Rodoviário Josias Moreira Braga voltou a entrar na pauta de discussões na Câmara Municipal de Anápolis.

Em pronunciamento na sessão desta terça-feira (06), o vereador Pastor Elias Ferreira (PSDB) denunciou que o espaço é alvo diário de assaltantes e traficantes de drogas, além de casos de prostituição dentro dos banheiros.

“São situações que colocam em risco os permissionários que trabalham no local e os usuários, cidadãos de bem, à mercê dessa violência”, destacou.

Presidente da Frente Parlamentar de Segurança Pública, Pastor Elias já havia promovido audiência pública em setembro do ano passado para tratar dos problemas no Terminal Rodoviário.

Segundo ele, um levantamento feito na época pela delegada Gênia Etherna, do 1º DP, apresentou as principais ocorrências no local: roubos, tentativas de homicídios, furtos e casos de prostituição.

“Na semana passada voltamos ao Terminal Rodoviário e a situação continua a mesma”, explicou.

O parlamentar lembrou ainda que uma lei aprovada na Assembleia Legislativa, em setembro de 2017, fez a doação da edificação da rodoviária para a Prefeitura de Anápolis. Antes, o terreno era do município, mas a obra pertencia ao estado.

Para Pastor Elias, se a administração municipal é a nova responsável, que tome conta a partir do fim do contrato de concessão que passou a administração do Terminal Rodoviário para a iniciativa privada.

“O que não dá é que as famílias fiquem prejudicadas”, completou.

O vereador falou também que a ANTT e a AGR não tomaram as providências necessárias para o bom funcionamento da rodoviária.

“O Ridoval Chiareloto [presidente da AGR] sozinho não tinha condições de fazer um bom trabalho. Faltavam fiscais”, citou, lembrando ainda que Anápolis também sofre com o transporte clandestino de passageiros.

Quer comentar?

Comentários