Portal 6

Após reportagem do Portal 6, vereador de Porangatu pode ser afastado e perder mandato

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Em entrevista reveladora atravessador da saúde cita nominalmente quais políticos de Anápolis teve ou ainda têm proximidade e também fala sobre envenenamento de Manoel

Na manhã desta terça-feira (04) foi protocolada na mesa diretora da Câmara Municipal de Porangatu uma medida cautelar que pede o imediato afastamento do vereador Valmir Martins, mais conhecido como “Valmir du Couro”, após reportagem do Portal 6 mostrar como o parlamentar repassou R$ 10 mil para beneficiar o pai dele em um procedimento cirúrgico realizado em Anápolis pelo SUS.

A iniciativa parte do suplente dele, Edmilson Bispo de Souza, o Pastor Chocolate, filiado ao PSDB, mesmo partido do prefeito da cidade.

Segundo o advogado Fernando Albuquerque, agora o Poder Legislativo local precisa se manifestar em até cinco dias.

Como a Câmara de Porangatu não tem Comissão de Ética formada, o mais provável é que o processo tenha de passar pela Comissão de Constituição e Justiça, atualmente presidida por Valmir.

“Nesse caso ele teria de se considerar impedido e não votar no colegiado”, lembra Fernando.

Nada impede que outros pedidos sejam apresentados por algum colega de Valmir na Câmara, o que só reforçaria a pressão pelo afastamento e a cassação do mandato dele.

“[Du Couro] é um cara estudado e por presidir justamente uma comissão como essa não tem como ele dizer que não sabia que o que estava fazendo é ilegal”, pontua o advogado.

Entrevista

Durante a tarde, a reportagem do Portal 6 conversou com Edmilson Neves de Souza. O atravessador reconheceu que está errado, mas que “não aguenta ver uma pessoa precisando e não ajudar”.

Na entrevista de quase 40 minutos disse nominalmente com quais políticos de Anápolis teve ou ainda têm proximidade.

Ele também confessou ser ajudado financeiramente por vereadores do interior e contou como atua para encaminhar pessoas carentes com câncer e outros problemas de saúde em tratamentos e exames até mesmo em Goiânia.

Todos esses detalhes, além de muitos outros, como a versão que Edmilson sustenta para o envenenamento de Manoel Luiz Pereira Gualberto, serão conhecidos brevemente em nova reportagem.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Twitter