Portal 6

Em discurso de posse, Bolsonaro fala sobre valorizar família e combater ideologia de gênero

(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Cerimônia teve início já com desfile em carro aberto. Presidente estava ao lado da esposa Michelle Bolsonaro e o filho Carlos Bolsonaro

Em sessão solene realizada às 15h no Congresso Nacional, Jair Bolsonaro (PSL) foi empossado como o 38º presidente da República.

O ato foi iniciado ao som do hino nacional e comandando pelo presidente do Congresso, Eunício Oliveira. Já o termo de posse foi lido pelo deputado Giacobo, primeiro-secretário da Câmara dos Deputados.

Em seu primeiro discurso como presidente, com duração de nove minutos, Bolsonaro agradeceu por estar vivo após sofrer um atentado no último mês de setembro, durante campanha política, e afirmou que o Brasil “voltará a ser um país livre das amarras ideológicas”.

“Vamos unir o povo, valorizar a família, respeitar as religiões e as nossas tradições judaico-cristãs, combater a ideologia de gênero, conservando nossos valores. O Brasil voltará a ser um país livre das amarras ideológicas. Pretendo partilhar o poder de forma progressiva, responsável e consciente. De Brasília para o Brasil, do poder central para estados e municípios”, disse.

O presidente eleito Jair Bolsonaro toma posse, em sessão solene no Congresso Nacional. (Foto: Divulgação / Agência Brasil)

Desfile

Para se deslocar da Catedral ao Congresso Nacional, Jair Bolsonaro desfilou em carro aberto, o Rolls Royce modelo Silver Wraith conversível que pertence à Presidência da República.

Até o início da solenidade de posse, essa ação ainda era uma incógnita devido ao temor que o presidente pudesse sofrer algum outro ataque. Junto dele estavam a esposa Michelle Bolsonaro e o filho Carlos Bolsonaro.

Presidente eleito Jair Bolsonaro chega ao Congresso Nacional para a solenidade de posse. (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Faixa presidencial

Após a finalização da sessão solene, Jair Bolsonaro desceu a rampa do Congresso Nacional e foi saudado com tiros de canhão. O hino nacional foi executado enquanto uma multidão gritava pelo nome do presidente.

Um cortejo o levará até o Palácio do Planalto, onde receberá a faixa presidencial do ex-presidente Michel Temer (PMDB) e fará seu primeiro pronunciamento.

A cerimônia de nomeação dos ministros de Estado está prevista para ocorrer em seguida, às 17h30.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.