Portal 6

A frieza de sobrinho ao confessar que matou tio por motivo banal em Anápolis

(Foto: Danilo Boaventura)

“Ele achava que eu deveria ser submisso a ele”, disse em entrevista ao repórter Marcelo Santos, da Rádio Manchester

Ronaldo Clodes Borsário, de 39 anos, não está arrependido de ter matado a facadas o tio dele, João Clodes de Souza, de 51 anos, ex-candidato a vereador do PSB na eleição de 2016.

O crime ocorreu na noite desta quinta-feira (17), dentro da casa da vítima, no bairro Itamaraty, região Norte de Anápolis.

Preso pela Polícia Militar logo após cometer o crime, Ronaldo contou em depoimento na Central de Flagrantes que estaria ‘cansado’ de ser humilhado pela vítima.

“Ele achava que eu deveria ser submisso a ele”, disse em entrevista ao repórter Marcelo Santos, da Rádio Manchester.

Perguntado se sente arrependimento, o rapaz disse que não e faria o que fez novamente “se precisasse”.

Ronaldo passou a noite em uma cela da Delegacia Geral, na Praça dos Expedicionários, e foi encaminhado durante a manhã desta sexta-feira (18) ao Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia pública de Anápolis.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.