Com apenas 12 anos, estudante planejava massacre em Goiás: “ninguém vai escapar vivo”

Números de ameças de ataques nos colégios do Estado não param de crescer