Portal 6

Em pé de guerra, PSL quer a expulsão de vereador de Anápolis

(Foto: Ismael Vieira)

Desde a eleição que selou a vitória de Jair Bolsonaro à Presidência da República, partido está rachado na cidade

A página da eleição de 2018 ainda ainda não foi virada dentro Partido Social Liberal (PSL) em Anápolis.

Deusmar Japão, vereador pela legenda, usou a tribuna da Câmara Municipal na quarta-feira (08) para denunciar que está sendo perseguido pelos próprios correligionários.

Segundo o parlamentar, querem expulsá-lo do PSL por ter apoiado Adriano Avelar (PP) ao invés do Delegado Waldir (PSL) no último pleito.

“Não teve ata pedindo para votar em Delegado Waldir, não teve reunião”, revelou, referindo-se ao processo eleitoral do ano passado, que acabou gerando o processo contra ele dentro do partido.

Japão lembrou que entrou na legenda juntamente com a vereadora Thaís Souza quando o PSL ainda era pequeno na cidade, inclusive com a desistência na época dos presidentes regionais.

“Fomos eleitos, aí veio a onda [Jair] Bolsonaro e novos membros. E agora estão querendo me expulsar”, discursou o vereador, recebendo o apoio da colega de Câmara Municipal.

Para Thaís Souza, Japão ajudou a fortalecer o PSL em 2016, obteve votos suficientes para ser eleito e por isso é justo que ele permaneça no partido.

O julgamento de Japão pela cúpula do PSL está previsto para ocorrer no próximo 17 de maio. Caso a expulsão seja confirmada, a legenda pode reivindicar o mandato do vereador.

“Quero que a pessoa que quer me expulsar, que vá às ruas pedir voto. Quero respeito comigo”, avisou o parlamentar.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.