PublicidadePublicidade

Mulher incendiária enfim é presa em Anápolis após anos de investigação

Ela já tinha passagem e deverá responder por crimes assombrosos

Da Redação -

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) da Polícia Civil prendeu Ivonete Leite de Jesus Ribeiro, de 47 anos, na manhã desta sexta-feira (19), em Anápolis.

Ela é apontada como autora do homicídio qualificado contra o namorado Gustavo Neves da Silva, de 24 anos, ocorrido em dezembro de 2011, no Centro da cidade.

As investigações descobriram que o local do crime era um ponto de encontro de usuários de drogas e Ivonete teria ateado fogo ao corpo de Gustavo com etanol.

PublicidadePublicidade

Uma outra mulher, identificada apenas por Zirene, estava presente no momento do assassinato e contou aos familiares da vítima que Ivonete era a responsável pelo crime. Quatro meses depois ela também foi encontrada morta e carbonizada no mesmo lugar.

Mais morte

Em abril de 2014, Ivonete chegou a ser presa em flagrante por atear fogo em um morador de rua. Já em liberdade, incendiou a própria casa, com familiares no interior do imóvel. Apesar do susto, ninguém se feriu.

Com passagens por roubo, ela foi encaminhada diretamente para o Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia pública de Anápolis.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade