Portal 6

Último sobrevivente após crime bárbaro em Anápolis é preso pelo GIH

(Foto: Divulgação)

Ação ocorreu no Bairro de Lourdes e cerca de R$ 3.000 foi a motivação apontada pela investigação

Conhecido pela alcunha de “chevetinho”, Wellington Silva da Costa foi preso preventivamente nesta sexta-feira (16) pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) da Polícia Civil, em Anápolis.

Segundo a assessoria de imprensa da corporação, ele é apontado como um dos autores do triplo homicídio em setembro de 2017 no Bairro de Lourdes. Foram vítimas: Suzy Kelly Silva, Carlos Henrique Rodrigues de Godoi Silva e Cristiano Pereira Toledo.

Na ocasião, Wellington teria auxiliado Matheus Vitor Cerqueira Oliveira, vulgo “Matheusinho”, e Wallace de Souza Gonçalves, vulgo “Chuchu”, todos influenciados por Luiz Henrique Amorim da Silva, vulgo “Zim”, a cometer os assassinatos.

O crime ocorreu na residência de Suzy Kelly, alvo dos quatro envolvidos. A investigação apontou que a mulher traficava drogas e Luiz Henrique era o fornecedor. No entanto, ela estaria devendo cerca de R$ 3.000 – o que motivou Luiz Henrique a querer tirá-la de circulação.

Fábio Alves de Castro Vilela foi o delegado à frente do esclarecimento do caso e já encaminhou Wellington para a cadeia. Quanto aos demais envolvidos, restou extinta a punibilidade dos mesmos – tendo em vista que os três morreram em confronto com a Polícia Militar (PM).

Quer comentar?

Comentários




Nosso Twitter



Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.