Portal 6

Era esse o motivo do nervosismo dessa jovem ao visitar a cadeia de Anápolis

(Foto: Divulgação)

Quantidade escondida era enorme e coube tudo no mesmo lugar, como descobriu o Body Scan

Amanda Mendes Dultra de Souza, de 24 anos, já está hospedada no Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia pública de Anápolis.

Por volta de 14h deste domingo (18), ela chegou à unidade com a intenção de visitar um conhecido que lá está.

A mulher, no entanto, estava usando uma blusa não permitida para visitas e foi questionada pelos agentes. Durante a conversa, ela aparentou bastante nervosismo. Indagada se estaria levando alguma coisa a mais em seu órgão genital, negou.

(Foto: Divulgação)

Mesmo assim, Amanda passou por uma análise pelo aparelho Body Scan e foi constatado que continha grandes porções de maconha e cocaína na cavidade vaginal.

Logo após, a moça admitiu que estava levando os entorpecentes para um detento. Diante disso, a ela já recebeu voz de prisão foi autuada por tráfico de drogas pela Polícia Civil.

Quer comentar?

Comentários




Nosso Twitter



Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.