Portal 6

CODEGO nega que teve responsabilidade pela última falta de água em Anápolis

DAIA. (Foto: Santiago Plata)

Administradora afirma que estação do DAIA funciona 24h/dia com uma vazão média de 300L/s, operando acima de sua capacidade de projeto que é de 230L

Em nota enviada ao Portal 6 nesta quinta-feira (22) a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (CODEGO) negou que tenha tido responsabilidade pela falta de água ocorrida no último final de semana, em Anápolis.

Bairros da região Sul e parte do Oeste da cidade ficaram desabastecidos e a Saneago justificou que houve redução de vazão da água fornecida pela empresa administradora do Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA).

A Estação de Tratamento de Água do DAIA, segundo a CODEGO, funciona 24h/dia com uma vazão média de 300L/s, operando acima de sua capacidade de projeto que é de 230L/s.

De acordo com a administradora, da produção total de água, entre 50 e 60% é destinada para Saneago e entre 40 e 50% é abastece as indústrias do distrito.

A CODEGO também explicou que o Sistema DAIA está operando dentro da normalidade e que nenhuma empresa reclamou ou está reclamando de falta de água.

“Sendo assim, problemas que ocorrem nos reservatórios da Saneago e suas respectivas redes de distribuição, que ocasionam desabastecimento de água na cidade de Anápolis, são de responsabilidade única e exclusiva da Saneago”.

Veja a nota na íntegra:

1. O SAA DAIA [Sistema de Abastecimento de Água do DAIA], além da estação de tratamento de água, é constituído de reservatório de regularização de vazão (130.000m³), reservatório de acumulação (5.300m³), reservatório apoiado de água tratada (10.000m³) e reservatórios elevados de distribuição de água (1.500m³).

2. A CODEGO possui contrato de fornecimento de água com a SANEAGO para fornecimento de até 170L/s, que é a quantidade máxima que pode ser disponibilizada, sem que haja maiores problemas de abastecimento para as indústrias do DAIA.

3. Ademais, esclarece-se que a vazão máxima do sistema é de 315 L/s, que é vazão máxima de derivação suportada pelo manancial (ribeirão Caldas).

4. A responsabilidade da CODEGO, no termos do Regulamento dos Serviços de Água e Esgotos e do Contrato celebrado com a SANEAGO, é o fornecimento até os seu medidor de vazão, que é na saída dos reservatórios elevados do DAIA.

5. Sendo assim, problemas que ocorrem nos reservatórios da SANEAGO e suas respectivas redes de distribuição, que ocasionam desabastecimento de água na cidade de Anápolis, são de responsabilidade única e exclusiva da SANEAGO.

6. E, neste sentido, esclarecemos que o SAA/DAIA está operando dentro da normalidade e que o fornecimento de água para a SANEAGO e para as indústrias do DAIA ocorrem normalmente, sem qualquer tipo de interrupção.

7. Salienta-se que nenhuma empresa do DAIA reclamou ou está reclamando de falta de água, o que comprova a regularidade no abastecimento.

8. Adicionalmente, informamos que, mesmo em época de estiagem, o SAA/DAIA funciona normalmente devido à boa gestão do sistema, que é provido de barragem (reservatório) de regularização de vazão que garante a continuidade do fornecimento durante todo o ano.

9. Esta Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás está à disposição para esclarecer qualquer assunto relacionado ao SAA/DAIA.

Quer comentar?

Comentários




Nosso Twitter



Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.